Yamaha Lander ganha motor flexível

0
239

A Yamaha revelou a versão 2016 da Lander. Com apelo off-road, o modelo teve painel redesenhado – agora com iluminação em LED vermelho e indicador de economia de combustível -, ganhou cores branca e cinza, que se juntam às opções azul e laranja, e motor bicombustível. O novo propulsor, aliás, de 249,45 cm³, tem comando simples no cabeçote e de arrefecimento misto, e gera até 20,9 cv com etanol aos 8 mil rpm. O torque máximo é de 2,10 mkgf disponível aos 6.500 rpm.

A Fazer 150 (foto abaixo) também mudou. Mais esportiva, a naked chega à sua segunda geração com algumas alterações, a principal delas a nova posição de pilotagem. Ela também tem novidades como os contrapesos nas pontas do guidão, os espelhos herdados da sua “irmã” 250 e as cores vermelho magenta e azul, que foram somadas às opções branca e preta com cinza fosco.

As partes do motor, garfo dianteiro e alça da garupa receberam a cor preta. O painel ainda ganhou relógio, lampejador de farol alto e indicador ECO. O motor da 150 é um monocilíndrico de 149,3 cm³ com comando único no cabeçote e de arrefecimento a ar, que gera até 12,3 cv aos 7.500 rpm. O torque máximo é de 1,295 mkgf aos 5.500 rpm.

Ambas estarão disponíveis nas concessionárias da Yamaha a partir da segunda quinzena de julho. Os preços sugeridos, que não incluem frente, são de R$ 14.150 e R$ 8.960, respectivamente.

Estadão