Vilmar Mariano envia para Câmara projeto de lei que prevê reajuste para Agente Educativo

Projeto de lei que institui o Regime Especial de Trabalho da Secretaria Municipal de Educação para servidores do cargo efetivo de Agente Educativo.

Da Redação
09/06/2022 - 21:10
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Vilmar Mariano envia para Câmara projeto de lei que prevê reajuste para Agente Educativo

O prefeito de Aparecida, Vilmar Mariano, encaminhou para Câmara Municipal na manhã desta quinta-feira, 09, projeto de lei que institui o Regime Especial de Trabalho da Secretaria Municipal de Educação para servidores do cargo efetivo de Agente Educativo. O regime foi aprovado após negociações com o Sindicato do Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) e Comissão de Educação da Câmara Municipal.

O servidor em Regime Especial de Trabalho perceberá gratificação correspondente a 2/3 do valor previsto para o cargo de Agente Educativo, nível l, conforme Tabela de Vencimentos dos Trabalhadores Administrativos da Educação, desde que sua jornada diária de trabalho seja acrescida de 4h em relação à jornada diária normal. Sendo assim, a gratificação passará de R$1.000,00 para R$1.234,00.

“Essa é uma demonstração de responsabilidade da prefeitura em promover a valorização do servidor público. Gustavo Mendanha já havia sinalizado esse compromisso em fevereiro deste ano, quando ainda estava prefeito, e agora estamos aqui concretizando esse acordo, que foi construído com diálogo e apoio da Câmara Municipal”, afirmou prefeito Vilmar Mariano.

O secretário da Educação, Divino Gustavo, afirmou que o Regime Especial é uma forma de valorização os profissionais. “Esse é mais um avanço que estamos tendo, graças ao nosso diálogo permanente com a categoria. Estamos buscando formas para valorização dos Agentes de Educação da nossa rede. O diálogo começou com Gustavo Mendanha e agora estamos avançando para aprovação”.

Para o presidente do Sintego Aparecida, Valdeci Português, o novo regime é uma forma de valorizar os trabalhadores. “Essa é mais uma conquista para a categoria. Era o nosso pedido e agora estamos aqui protocolando o projeto para votação”, ressaltou.  O vereador Marcos Miranda destacou, na ocasião, que “há muito tempo não temos paralisação na Educação, graças ao diálogo entre Prefeitura, Câmara e Sintego. E esse entendimento é muito bom para todos”, pontuou

A reunião para encaminhamento do projeto ao Legislativo contou com a presença dos secretários Arthur Henrique (Administração) e Ozéias Laurentino (Comunicação); vereadores Willian Panda (PSB), Isaac Martins (Patriota) e Marcos Miranda (Republicanos).