Vila sai na frente, mas toma virada do Vasco e perde outra na Série B

Dimba marca no início do jogo após falha da zaga colorada, mas Vasco vira na etapa final e se aproxima ainda mais da vaga para a Série A. Time colorado, que só cumpria tabela, mostrou dignidade.

vilaSe tem alguma coisa que o torcedor do Vila deveria simular como positivo, essa seria a dignidade dos jogadores colorados. Já rebaixados, os vilanovenses lutaram muito no 1º tempo e seguraram o Vasco por 45 minutos, com direito a sair ganhando em São Januário. Só que a melhor qualidade técnica e a necessidade fizeram o Vasco virar para 3 a 1 e praticamente confirmar a vaga para a Série A da próxima temporada, faltando apenas um ponto para isso.

O Jogo

O Vasco tentou usar o caldeirão de São Januário a favor desde os primeiros minutos, mas na verdade, o feitiço virou contra o feiticeiro. Com três atacantes, o time carioca parecia muito nervoso e, apesar de manter a posse de bola, não entrava na área colorada com facilidade. A primeira chance de maior perigo veio aos 17min, quando Maxi cobrou falta e Rafael Silva cabeceou pra fora.

O Vila, sem nenhum compromisso com a partida, conseguiu se dar bem só na base do erro cruzmaltino. Aos 19min, após cobrança de escanteio da esquerda, Rodrigo tentou chutar pra longe e acertou a bola em Dimba, que sem querer, mandou para as redes e abriu o placar, em um lance bizarro. Mordido, o Vasco quase empatou na sequencia, aos 20, mas o cruzamento de Carlos César passou por Maxi.

O desequilíbrio era tanto que parecia que o Vasco estava na zona do rebaixamento, já que a cada erro, o desespero tomava conta. Mas tudo começou a se resolver por um erro bobo do lado goiano. Aos 37min, Christiano tentou sair jogando e foi facilmente desarmado por Guiñazu, que rolou para Carlos Cesar, aos trancos e barrancos, bater no canto esquerdo e empatar o confronto.

2º tempo

Mais tranquilo e mais dono do jogo que nunca, o Vasco voltou soberano e não demorou muito para virar o placar. Logo aos 10min, Maxi Rodriguez cobrou falta do lado esquerdo e Douglas, como um centroavante, cabeceou com estilo, deixando Cleber Alves estático. Entregue, o Vila já não tinha mais a mesma coragem que na primeira etapa e parecia ainda mais derrota após a virada.

Aos 18min, o Vasco passou perto de ampliar, dessa vez com Thalles, que fez belíssima jogada individual, mas na hora de chutar, parou na boa defesa de Cleber Alves. Com a vitória praticamente garantida, o Vasco ainda dava sopa para o azar na parte defensiva, sofrendo com descidas de Dimba e companhia. Mas o golpe de misericórdia ainda viria em grande estilo.

Aos 44min, quando a torcida já fazia festa na arquibancada, Jhon Cley recebeu passe de Thalles e, num chute muito potente e colocado, venceu Cleber Alves mais uma vez e deu a vitória ao Vasco. Aí, foi só comemorar a vitória e a vaga na Série A mais próxima do que nunca.

730

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios