Vigilantes fazem ato em frente ao Buriti contra demissões

Eles afirmam que o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) havia prometido a criação de 7.200 postos de trabalho

Cerca de 150 vigilantes estão reunidos em frente ao Palácio do Buriti desde as 8h desta segunda-feira (13/6) em protesto contra a demissão de 600 profissionais que prestam serviço ao GDF na última semana. Eles afirmam que o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) havia prometido a criação de 7.200 postos de trabalho, mas antes mesmo de o Tribunal de Contas do DF autorizar a licitação, cerca de 600 trabalhadores de pelo menos três empresas foram surpreendidos com avisos-prévios.

“A pauta de hoje é negociar com o GDF para rasgar esses 600 avisos de pais e mães de famílias na área da vigilância que estão sendo demitidos”, diz o vice-presidente do Sindicato dos Vigilantes do DF (Sindesv), Francisco Paulo de Quadra. Uma comissão será recebida na manhã desta segunda pelo chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio.

CorreioBraziliense