DF e Entorno

Vigilantes fazem ato em frente ao Buriti contra demissões

Eles afirmam que o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) havia prometido a criação de 7.200 postos de trabalho

Cerca de 150 vigilantes estão reunidos em frente ao Palácio do Buriti desde as 8h desta segunda-feira (13/6) em protesto contra a demissão de 600 profissionais que prestam serviço ao GDF na última semana. Eles afirmam que o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) havia prometido a criação de 7.200 postos de trabalho, mas antes mesmo de o Tribunal de Contas do DF autorizar a licitação, cerca de 600 trabalhadores de pelo menos três empresas foram surpreendidos com avisos-prévios.

“A pauta de hoje é negociar com o GDF para rasgar esses 600 avisos de pais e mães de famílias na área da vigilância que estão sendo demitidos”, diz o vice-presidente do Sindicato dos Vigilantes do DF (Sindesv), Francisco Paulo de Quadra. Uma comissão será recebida na manhã desta segunda pelo chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio.

CorreioBraziliense

Comentar

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta