Vigilante é preso após atirar contra mulher durante briga em Goiânia

Filho do casal, de 9 anos, presenciou o crime na casa da família, diz delegado.

Um vigilante de 34 anos foi preso na madrugada desta terça-feira (19) por tentar matar a mulher, de 28 anos, na casa da família, no Setor Goiânia Viva. Segundo a Polícia Civil, ele atirou contra a vítima durante uma discussão.

A jovem foi socorrida e encaminhada ao Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). A unidade de saúde informou nesta manhã que ela tem quadro estável. A paciente está consciente e respira sem a ajuda de aparelhos.

O filho do casal, de 9 anos, presenciou a briga. De acordo com a Polícia Civil, após o crime, o vigilante se escondeu na casa de parentes, no Setor Cidade Jardim, onde foi localizado.

Em depoimento, o homem alegou que atirou para se defender da jovem. Como a criança estava na casa no momento do crime, ele será ouvido ouvido pelos investigadores para que a confusão seja esclarecida.

“Ele alega uma situação passional, que ela teve um relacionamento extraconjugal há um tempo, mas que tinha sido resolvido, mas ocasionou que foram aumentando as brigas, as discussões que culminaram nessa situação de ele atirar. Ele alega que ela veio atacá-lo com uma faca”, disse o delegado Carlos Caetano, responsável pela investigação.

A arma usada no crime, um revólver calibre 38, foi apreendida. Apesar de ser vigilante, o homem não possui autorização para portar o armamento.

O vigilante deve ser indiciado por porte ilegal de arma de fogo e por tentativa de homicídio. Caso seja condenado, ele pode pegar até 20 anos de prisão.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios