Vice de Aécio dispara: “Dona de casa tem horror a Dilma”

0
132

aloísioO senador paulista Aloysio Nunes (PSDB), candidato a vice-presidente na chapa de Aécio Neves (MG), garante que, hoje, “não só os analistas do Santander, mas a dona de casa que vai no supermercado, tem horror a permanência da Dilma no Planalto”. A declaração foi publicada neste sábado pelo diário fluminense Extra, veículo vinculado às Organizações Globo.

Na entrevista, Aloysio não poupa críticas à presidente petista e a seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva. “Dilma não entregou o que prometeu, não foi a grande gestora que foi apresentada na campanha, os resultados do governo dela em todas as áreas são muito ruins ou insuficientes”, ataca.

Sobre Lula, afirma que a capacidade do ex-sindicalista de “eleger postes” se esgotou, numa crítica também dirigida ao ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, candidato do PT ao governo de São Paulo. “Lula garganteou sua capacidade de eleger um poste. Só que os postes que ele elegeu não aprenderam a governar: Haddad, e na minha opinião, Dilma Rousseff. Essa capacidade do Lula demiúrgica de tirar da cartola mágica um candidato ungido como sendo portador da felicidade do povo, essa capacidade se esgotou. Padilha seguramente é mais um poste que não vai se acender.

O senador pondera, contudo, que Lula é uma “pessoa importante, um líder político com enorme capacidade, é um adversário temido.” Sobre o correligionário Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente, diz que de fato não transfere votos, mas é um selo de qualidade na campanha tucana.

Ao ser questionado sobre como equilibrar o discurso das medidas duras sem assustar servidores e beneficiados de programas sociais, o candidato a vice acredita que a simples vitória da oposição já vai dar um novo clima de confiança no País: “Hoje não só os analistas do Santander, mas a dona de casa que vai no supermercado, tem horror a permanência da Dilma no Planalto. Aécio vai tomar as medidas corretas. Ninguém toma medidas duras porque gosta. Vai ter que equilibrar as contas públicas porque simplesmente não dá mais para continuar como está.”

Questionado sobre o escândalo do Aeroporto de Cláudio (MG), custeado pelo governo de Minas Gerais em terras de um tio de Aécio, Aloysio limitou-se a dizer “o problema de Aécio com o aeroporto de Cláudio foi ter feito um voo com o aeroporto ainda não homologado.”

E atacou o que chamou de exército de robôs replicando mentiras e notícias falsas para destruir a reputação dos adversários: “Disseram que votamos contra o Mais Médicos e é mentira. Votamos a favor e apresentamos uma emenda obrigando os cubanos a fazerem o Revalida.”

Pragmatismopolitico