Vanderlan: “Marconi levou Goiás de 14o para 4o estado mais violento”

0
27

Os números não mentem. Goiás era o 14o e hoje é o 4o estado mais violento do país. Para o candidato do PSB falta competência ao atual governo para lidar com a grave crise de segurança que assola Goiás e muda a rotina das mulheres goianienses.

VANDERLANCONINO candidato ao governo Vanderlan Cardoso (PSB), questionou ontem a afirmação do governador Marconi Perillo (PSDB), para quem a oposição tem feito uso eleitoreiro da criminalidade no Estado. O candidato do PSB considerou um equívoco o tucano indicar “Esse não é nosso modo de fazer política. Se nós formos pegar os números, Goiás era o 14o mais violento do Brasil e hoje é o 4o. Goiânia é uma das cidades mais violentas do mundo. Os números não tem como ser questionados. O que falta ao governo é

competência, gestão e planejamento. Acho que ele está arrumando um discurso para jogar para os outros a sua responsabilidade”, disse.

Vanderlan esteve em Brasília, onde gravou programa eleitoral e discutiu com Eduardo Campos e a candidata a vice-presidente Marina Silva as próximas visitas deles a Goiás.

Vanderlan Cardoso disse acreditar que Eduardo Campos vai estar no segundo turno da disputa presidencial.

“Se ele tiver oportunidade de mostrar no horário eleitoral os seus projetos e principalmente o que ele fez em Pernambuco, vai ser automático o crescimento dele. Os eleitores não ligaram ainda que a nossa vice na chapa é a Marina”, considerou.

Para o candidato do PSB o atual governo e a cúpula do PSDB tentam “jogar” na oposição a falta de competência para lidar com gestão e planejamento não só no setor de segurança, mas também na saúde e principalmente no setor energético que vive um “apagão técnico há mais de uma década.