TCE-GO aponta rombo de R$ 1,4 bilhão nas contas do Governo Marconi (PSDB).

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Ao votar parecer pela aprovação das contas de 2014 do Governador Marconi Perillo, o TCE-GO acabou por trazer à tona a verdade sobre o governo tucano em Goiás. O Tribunal ressalvou as contas do exercício passado, haja vista o rombo de R$ 1,4 bilhão na conta centralizadora do Estado, que é a conta que reúne todos os recursos disponíveis do tesouro estadual. Esse déficit, que acompanha o Governo desde 2001, cresceu R$ 633 milhões no ano de 2014, ano de eleição.

O Tribunal, composto por 7 conselheiros, dos quais 6 foram indicados por Perillo, poderia ter rejeitado as contas do tucano, já que tecnicamente é uma medida que se impõe, até mesmo porque os próprios conselheiros reconheceram que a sistemática usada pelo atual governo é incompatível com a atividade estatal e fere a lei de responsabilidade fiscal.

A verdade trazida à lume pelo TCE-GO mostra que o Governo de Goiás mente ao povo quando anuncia em caríssimas campanhas midiáticas que Goiás foi o estado que mais diminuiu sua dívida. Além do rombo de R$ 1,4 bilhões no caixa, o Estado tem uma dívida consolidada de R$ 17,3 bilhões, conforme dados do Banco Central. No últimos quinze anos, 12 deles sob o comando de Perillo, a dívida do estado aumentou 114%.

No orçamento divulgado para 2015 o estado estima arrecadar algo perto de R$ 16,5 bilhões. As despesas correntes ou de custeio, somadas as despesas de capital, que englobam folha de pagamento, encargos sociais e juros da dívida, irão comprometer R$ 16 bilhões dessa receita. O rombo de R$ 1,5 bilhão respaldado pelo TCE-GO não terá como ser suprido. A tendência é que Goiás chegue no próximo exercício com um saldo negativo ainda maior, até porque o limite de endividamento do estado, que é de 18% da sua receita, está estourado e a captação de novos empréstimos vedada pela lei de responsabilidade fiscal.

 

Denuncias e Informações? Chat via WhatsApp