Taxistas fazem protesto no DF contra aplicativo de transporte de luxo

0
69

Uma carreata deve seguir pelo Eixo Monumental, em direção ao estacionamento do Departamento de Estradas e Rodagem (DER)

appUm grupo de taxistas se reúne, nesta manhã de quarta-feira (8/4), próximo ao Estádio Mané Garrincha, para um protesto nacional contra um aplicativo de celular que oferece transporte em táxis de luxo. O serviço, chamado Uber, é visto pela categoria como clandestino e concorrência desleal.

Segundo o Sindicato dos Permissionários de Táxis e Motoristas Auxiliares do DF (Sinpetaxi), um grupo se reuniu nesta manhã com o secretário de Estado de Mobilidade, Carlos Henrique Tomé. Após conversa, eles entregaram um carta com reivindicações. A previsão é de que vários taxistas saiam em carreata partindo do estádio, pelo Eixo Monumental, em direção ao estacionamento do Departamento de Estradas e Rodagem (DER).

Lançado em 2009, o Uber tem enfrentado a oposição de taxistas e já teve o uso banido em vários países. São carros de luxo, geralmente na cor preta ou prata e com película escura nos vidros, dirigidos por motoristas impecáveis em terno e gravata ou em roupas sociais.

sse tipo de serviço de luxo já foi parar na polícia. A Secretaria de Mobilidade do Distrito Federal (Semob) ainda não chegou a um veredito sobre a polêmica, mas não recomenda o uso.

O serviço é parecido com os aplicativos Easy Taxi e Way Taxi. O cliente chama um motorista e o veículo que está mais próximo se prontifica a atender a corrida. Mas, diferentemente do Easy e do Way, o Uber não tem taxista cadastrado. O app oferece o serviço de motorista particular.

Correiobraziliense