Suco de Beterraba: O “Viagra” dos ciclistas

1
442
A glass of fresh beet vegetable juice isolated on white background.

Esta semana retornei com minha nutricionista depois de mais de um ano de ausência. Quando fui pela última vez nem sonhava em pedalar o tanto que pedalo hoje e fui exatamente para discutir quase que exclusivamente questões de suplementação para os treinos e musculação. Como perdi 20Kg em menos de um ano, catalizado pelo pedal e musculação – e estava fazendo uso de complementos baseado nos remotos tempos em que corria – achei melhor procurar quem sabe do assunto. Apesar de ser médico, este é um assunto que tem de ser discutido com quem o estuda, além do que ela é nutricionista funcional e triatleta, “tipo assim”, sabe muito do assunto.

Fora os detalhes sobre tudo o que discutimos, minha grande surpresa foi a introdução do suco de beterraba nos dias de pedal. Segundo ela – e confirmado por literatura técnica que fui atrás – o suco de beterraba hoje faz parte da rotinas dos ciclistas profissionais – e muitos amadores – no mundo todo. Até pelo fato de ser médico, fui atrás para saber qual o fundamento disso e ver se tinha alguma coisa cientificamente comprovada ou era só coisa de conversa de comadre de esportistas. E realmente tem fundamento científico. Qual é?

A beterraba possui uma grande quantidade de nitrato que no organismo é metabolizado e transformado em óxido nítrico. O óxido nítrico é um potente dilatador arterial, isto é, atua no mecanismo que mantém os vasos arteriais (as artérias) mais dilatas – aqueles vasos que levam sangue oxigenado para as células – promovendo uma maior oxigenação dos tecidos pelo organismo todo. No caso do esportista no momento do esporte, aumenta a quantidade de oxigênio que o músculo poderá utilizar no trabalho físico, com isso melhorando seu rendimento. Essa melhora, segundo a minha nutricionista, se mostra bem evidente entre os atletas masculinos, não tendo percebido tanta diferença entre as atletas mulheres que ela acompanha, inclusive ela. Mas, como ela mesmo disse, é uma observação sem ensaio clínico, apenas casual. Não tem fundamento científico. Minha esposa, que corre meias e maratonas, utiliza este suco, inicialmente pela ação anti-oxidante, há algum tempo.

Portanto, incluir suco de beterraba em seu pré treino, tem fundamento em aumentar a performance no treino. Tem trabalhos científicos publicados (vide referência no final) que mostram uma melhora em torno de 16% a mais comparado com treinos sem o suco. Esse valor não parece muito, mais é bastante, especialmente para atletas que trabalham no limite. Para essa, é uma imensidão. Eu comecei a usar ha pouco tempo e tenho a sensação de que nos treinos, especialmente nos intervalados, eu ventilo mais, rendo mais mesmo. E não é psicológico.

Agora, e o gosto? O gosto não é uma maravilha, é meio terra, meio beterraba, meio estranho, bem grosso. Mas, aqui vai a maneira como minha nutricionista passou. Variações podem ser feitas de acordo com as necessidades de seu treino:

– 1 copo d’água,

– 1 beterraba pequena (tamanho de sua mão para seu tamanho),

– meia maça (da mônica) COM CASCA,

– rale um pouco de gengibre, pra quebrar a ruinzera (eu acho!) da beterraba,

– Ai eu coloco aboscante a gosto. Não use açúcar porque é calórico.

– Vi em outros lugares alguns que colocam banana junto, porque tinham a indicação de usar no pré treino.

– Estou pensando em acrescentar o Accelerade (r) pré treino também junto, mas vou testar apenas no sábado.

– Bata tudo no liquidificador no máximo pro 1-2 minutos, até moer tudo bem.

Tenho feito este suco loco pela manhã, logo antes de ir trabalhar (7h), mesmo meus treinos sendo entre 9h e 10h da manhã. Nos longos de sábado, tomo também quando acordo e vou iniciar o pedal 1h a 1 1/2h depois de tomá-lo. Li em alguns lugares que tem gente que usa também no pós treino, com a ideia de melhor oxigenação muscular na recuperação. Mas não achei referência bibliográfica científica sobre isso. O fato é que a beterraba é a bola da vez (parece que há mais tempo do que eu sabia…) no ciclismo. Viva a beterraba!!!!

E como curiosidade, por que citei o Viagra(r)? Porque a droga presente no Viagra, o Sildenafil, estimula a liberação de óxido nítrico pela parede interna dos vasos arteriais (endotélio), fazendo assim com que os vasos se dilatem aumentando o fluxo sanguíneo arterial. Esse aumento de fluxo nos vasos penianos favorece a ereção peniana, já que para ter a ereção é necessário o preenchimento dos corpos cavernosos do pênis com sangue arterial. Portanto, naquelas situações em que a disfunção de ereção é por problemas de circulação arterial, o óxido nítrico, proveniente da ação do Viagra, resolve o problema. Não sei se o suco de beterraba auxiliaria em alguma coisa aqui.