Aparecida de Goiânia, segunda-feira, 18 de outubro de 2021
Empreendedorismo Digital

STORYTELLING, por Vivian Perpétuo

Redação
27 de setembro de 2021

Storytelling é um termo em inglês. "Story" significa história e "telling", contar. Mais que uma mera narrativa, Storytelling é a arte de contar histórias usando técnicas inspiradas em roteiristas e escritores para transmitir uma mensagem de forma inesquecível.

Desde a Idade da Pedra, contar histórias faz parte da vida humana. Junto com eles, estamos envolvidos emocionalmente e aprendendo. As pessoas se identificam com o protagonista, estabelecem a base para seu sucesso e muitas vezes são inspiradas a atingir seus objetivos. Esta é uma ferramenta poderosa que pode espalhar o conhecimento por gerações.

Por quê aprender a contar histórias sobre seus produtos e serviços ou mesmo sobre você como marca?

O principal motivo é o nosso cérebro: é mais fácil para as pessoas armazenar informações emocionais em um contexto específico. O psicólogo americano Jerome Bruner - professor da Harvard University e da Oxford University, responsável pelo que ficou conhecido como a revolução cognitiva - descobriu a possibilidade de que, se um fato fizer parte da história, tem a chance 20 vezes maior de ser lembrado.

No momento, as pessoas que melhor conhecem essa arte são o cinema e a televisão. Romances, séries de TV, comédias, suspenses… Todas as pessoas que já assistiram um filme na vida têm seus nomes favoritos e lembram de diversos momentos da trama. O cinema tem o poder de prender nossa atenção e, com isso, gravar informações na nossa mente.

Storytelling basicamente é a maneira como você conta histórias. É preciso envolver com sua narrativa.

A origem desta vontade dos humanos de narrar as histórias é muito antiga: os gregos por exemplo quantas histórias conhecemos sobre eles e como elas nos envolve. E, outro exemplo que não podemos deixar de citar é a Bíblia que traz uma narrativa ensinando através de contar histórias.

As histórias afetam as emoções das pessoas. E como trazer impacto emocional para meus produtos, serviços ou minha marca pessoal? Uma boa maneira é usar a narrativa, que é uma técnica que vincula o conhecimento na forma de histórias para transferir conhecimento. Essa tecnologia é amplamente adotada pela publicidade, usando as emoções para ensinar de uma forma mais interessante. A narrativa pressupõe que as pessoas gostam de histórias.

A história é para que as pessoas aprendam com as experiências umas das outras. Se todos tiverem que aprender com suas próprias experiências de vida, será um processo lento e muitas vezes doloroso. É mais fácil ver a experiência da outra pessoa e começar a prever as consequências em sua própria vida. Uma pessoa não pode tentar uma ação que deu errado para alguém que conhece. As pessoas aprendem com as consequências de seus protagonistas.

Todos os dias, novas situações nos são apresentadas e temos que, muitas vezes, dar uma resposta rápida. As pessoas não nascem sabendo como lidar com a vida ao longo dos anos. É diferente enfrentar determinada situação aos 20 e aos 60 anos, por exemplo. Todos aprendem com suas próprias vivências e também com a de pessoas próximas. Quem apresenta um histórico de experiências positivas – seja no trabalho ou na vida pessoal – acaba se tornando um exemplo a ser seguido.

O Storytelling é uma narrativa que leva sempre a pessoa do ponto A ao ponto B. Nesta narrativa muitas vezes você será envolvido por ela. Vai se sentir como o protagonista.

E dentro do marketing, por que devemos utilizar? Por que as pessoas fazem as coisas por emoção, principalmente, o processo de compra inclusive as pessoas que se dizem mais racionais.

Existem muitas formas de contar histórias, e uma boa história precisa em primeiro lugar ter uma promessa. Um exemplo de promessa: “quero compartilhar com você o maior ganho da minha vida.” Esta promessa fará com quem estiver, ouvindo, vendo ou lendo se interesse em prosseguir na jornada.

Precisa também um contexto, ou seja, onde, quando, quem são as pessoas dentro deste contexto. É claro que nunca uma boa história é linear… é necessário os altos e baixos. É preciso mostrar os problemas, os obstáculos que surgiram. Ser significativo.

O clímax: tudo que foi acumulado das situações do personagem rumando para sua conclusão onde você irá amarrar toda a história.

Entenda que contamos histórias desde que fomos capazes de falar. Atenção é o ativo mais caro que existe hoje. E, para aqueles que sabem contar ótimas histórias, tende além de atrair mais clientes, geram mais atenção e ficam gravados na memória. Isto cria mais consciência da sua marca.

Crie boas narrativas para cada um dos seus produtos. As boas histórias se perpetuam, geram proximidades e são passadas adiante, é uma estratégia de longa duração.

Lembre-se: atenção é o ativo mais valioso hoje dentro do digital, quanto mais você conseguir ser relevante, ter um conteúdo consistente, valioso e envolver seus clientes mais lealdade ao seu produto você irá conquistar.

Semana que vem vamos falar o passo a passo da Jornada do Herói.

Até lá.

Storytelling é um termo em inglês. "Story" significa história e "telling", contar. Mais que uma mera narrativa, Storytelling é a arte de contar histórias usando técnicas inspiradas em roteiristas e escritores para transmitir uma mensagem de forma inesquecível.

Desde a Idade da Pedra, contar histórias faz parte da vida humana. Junto com eles, estamos envolvidos emocionalmente e aprendendo. As pessoas se identificam com o protagonista, estabelecem a base para seu sucesso e muitas vezes são inspiradas a atingir seus objetivos. Esta é uma ferramenta poderosa que pode espalhar o conhecimento por gerações.

Por quê aprender a contar histórias sobre seus produtos e serviços ou mesmo sobre você como marca?

O principal motivo é o nosso cérebro: é mais fácil para as pessoas armazenar informações emocionais em um contexto específico. O psicólogo americano Jerome Bruner - professor da Harvard University e da Oxford University, responsável pelo que ficou conhecido como a revolução cognitiva - descobriu a possibilidade de que, se um fato fizer parte da história, tem a chance 20 vezes maior de ser lembrado.

No momento, as pessoas que melhor conhecem essa arte são o cinema e a televisão. Romances, séries de TV, comédias, suspenses… Todas as pessoas que já assistiram um filme na vida têm seus nomes favoritos e lembram de diversos momentos da trama. O cinema tem o poder de prender nossa atenção e, com isso, gravar informações na nossa mente.

Storytelling basicamente é a maneira como você conta histórias. É preciso envolver com sua narrativa.

A origem desta vontade dos humanos de narrar as histórias é muito antiga: os gregos por exemplo quantas histórias conhecemos sobre eles e como elas nos envolve. E, outro exemplo que não podemos deixar de citar é a Bíblia que traz uma narrativa ensinando através de contar histórias.

As histórias afetam as emoções das pessoas. E como trazer impacto emocional para meus produtos, serviços ou minha marca pessoal? Uma boa maneira é usar a narrativa, que é uma técnica que vincula o conhecimento na forma de histórias para transferir conhecimento. Essa tecnologia é amplamente adotada pela publicidade, usando as emoções para ensinar de uma forma mais interessante. A narrativa pressupõe que as pessoas gostam de histórias.

A história é para que as pessoas aprendam com as experiências umas das outras. Se todos tiverem que aprender com suas próprias experiências de vida, será um processo lento e muitas vezes doloroso. É mais fácil ver a experiência da outra pessoa e começar a prever as consequências em sua própria vida. Uma pessoa não pode tentar uma ação que deu errado para alguém que conhece. As pessoas aprendem com as consequências de seus protagonistas.

Todos os dias, novas situações nos são apresentadas e temos que, muitas vezes, dar uma resposta rápida. As pessoas não nascem sabendo como lidar com a vida ao longo dos anos. É diferente enfrentar determinada situação aos 20 e aos 60 anos, por exemplo. Todos aprendem com suas próprias vivências e também com a de pessoas próximas. Quem apresenta um histórico de experiências positivas – seja no trabalho ou na vida pessoal – acaba se tornando um exemplo a ser seguido.

O Storytelling é uma narrativa que leva sempre a pessoa do ponto A ao ponto B. Nesta narrativa muitas vezes você será envolvido por ela. Vai se sentir como o protagonista.

E dentro do marketing, por que devemos utilizar? Por que as pessoas fazem as coisas por emoção, principalmente, o processo de compra inclusive as pessoas que se dizem mais racionais.

Existem muitas formas de contar histórias, e uma boa história precisa em primeiro lugar ter uma promessa. Um exemplo de promessa: “quero compartilhar com você o maior ganho da minha vida.” Esta promessa fará com quem estiver, ouvindo, vendo ou lendo se interesse em prosseguir na jornada.

Precisa também um contexto, ou seja, onde, quando, quem são as pessoas dentro deste contexto. É claro que nunca uma boa história é linear… é necessário os altos e baixos. É preciso mostrar os problemas, os obstáculos que surgiram. Ser significativo.

O clímax: tudo que foi acumulado das situações do personagem rumando para sua conclusão onde você irá amarrar toda a história.

Entenda que contamos histórias desde que fomos capazes de falar. Atenção é o ativo mais caro que existe hoje. E, para aqueles que sabem contar ótimas histórias, tende além de atrair mais clientes, geram mais atenção e ficam gravados na memória. Isto cria mais consciência da sua marca.

Crie boas narrativas para cada um dos seus produtos. As boas histórias se perpetuam, geram proximidades e são passadas adiante, é uma estratégia de longa duração.

Lembre-se: atenção é o ativo mais valioso hoje dentro do digital, quanto mais você conseguir ser relevante, ter um conteúdo consistente, valioso e envolver seus clientes mais lealdade ao seu produto você irá conquistar.

Semana que vem vamos falar o passo a passo da Jornada do Herói.

Até lá.

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram