Sindipúblico: Ana Carla Abrão triplicou gastos com viagens na Sefaz

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Embasado com documentos, o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Goiás (Sindipúblico) anunciou hoje em seu site oficial que a secretária Ana Carla Abrão não está respeitando o decreto 8320, do início de 2015, que promove medidas para a economia e bom uso do dinheiro público, além de adotar medidas de controle e redução de gastos. Só em 2015, a Secretaria da Fazenda já gastou R$ 268,1 mil com viagens, fora R$ 80 mil que já estão empenhados.

Em 2014, antes do decreto, a Secretaria da Fazenda (Sefaz) registrou um gasto de R$ 109 mil com hospedagem, passagem área e alimentação de seus integrantes. Em 2014, o Portal da Transparência mostra que a Sefaz mantinha contrato com a Santa Edwiges Turismo Ltda e realizou o total de gastos de R$ 67 mil. O único gasto registrado ao titular da Sefaz na época foi no valor de R$ 1,7 mil.

Já a secretária Ana Carla Abrão, que assumiu em 2015, quase triplicou os gastos com essas despesas. Só com a empresa Ivone De Sousa Rosa Empreendimentos Turisticos E Promocoes foi registrado um gasto de R$ 239,8 mil. Na descrição não consta qual servidor utilizou o serviço, desrespeitando a Lei de Acesso à Informação, diferente do que ocorreu em 2014.

Não satisfeita com os gastos de R$ 239,8 mil, em outubro desse ano a Sefaz ainda contratou a P&P Turismo LTDA. Já houve o gasto de R$ 28,2 mil e ainda consta como empenhado o valor de R$ 81,3 mil. Ou seja, o valor total gasto esse ano com viagens chega a R$ 268,1 mil e ainda podem ser usados mais de R$ 80 mil que estão empenhados.

Para o presidente do Sindipúblico, Thiago Vilar, a economia pregada pelo governador Marconi Perillo e pela secretária Ana Carla só se aplica a alguns. Em 2015, foi concedido aumento de 25% no salário de cargos comissionados de alto escalão, gastos excessivos com shows e propaganda, consultorias, inúmeras viagens de ambos para fora do Estado e para o exterior.

Os gastos da Sefaz com empresas de viagens no último ano podem ser acessados clicando aqui.

Notícia postada em  

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e nosso Termos de Uso, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.