Serpes mostra Iris com chance de vitória no primeiro turno

0
129

Pela segunda rodada consecutiva da pesquisa Serpes/O Popular, o candidato do PMDB à prefeitura de Goiânia, Iris Rezende, mantém estável a possibilidade de vencer e eleição já no primeiro turno. Em votos válidos, ele está a cerca de 4 pontos porcentuais para ultrapassar a soma dos votos dos adversários.

Por ora, o crescimento do segundo colocado, Vanderlan Cardoso (PSB), ocorre em cima de queda dos outros candidatos, sem tirar nada de Iris. Para se ter uma ideia, nesse ritmo a maior expectativa na reta final será saber se o peemedebista conseguirá atingir o pontos que faltam.

É como se Iris disputasse com ele mesmo para ver se haverá ou não segundo turno. Vanderlan, no caso, está na situação de alguém que cresce, mas apenas para os lados. Claro, isso é, como toda pesquisa, ‘retrato de momento’. Naturalmente, a partir dos novos dados, todos vão recalibrar suas campanhas.

A boa notícia para Iris é que não há queda nas intenções de voto. A estabilidade, mesmo em índices altos, no entanto, é que deverá ser a preocupação para o comando de campanha. Se não crescer, não leva no primeiro turno.

Esta semana, a movimentação interna na estrutura do peemedebista apontava para a intensificação de ações de rua na reta final, justamente para tentar garantir a vitória logo. Se há uma chance, avaliavam, ela precisa ser aproveitada, e isso significa colocar a campanha na rua com mais intensidade.

Independente de estar crescendo sem abalar o favorito, Vanderlan tem a comemorar dois fatos: o entusiasmo que a notícia naturalmente injeta na militância, e a chance real de ter segundo turno, já que, embora faltem apenas 4 pontos, pode haver queda de Iris nestes últimos dias. O jogo está aberto.

Um segundo turno abriria vantagens consideradas estratégicas para Vanderlan, como tempo igual na TV – seus apoiadores apostam no desgaste da imagem de Iris – e soma de novos apoios, com entrada em campo do governador Marconi Perillo (PSDB) e a estrutura do governo para garantir aliança.

Os outros
Se o Serpes põe fogo nas campanhas de Iris e Vanderlan, joga água fria nas outras. Quanto mais polarização em cima na tabela, ou quanto maior for a possibilidade de vitória de Iris Rezende no primeiro turno, mais desidratadas tendem a ficar as candidaturas menores.