Semana de Conciliação deve resolver 60 mil conflitos judiciais em Goiás

Ação ocorre na capital e em mais cinco cidades do estado até sexta-feira.

juizTem início nesta segunda-feira (24) a 9ª edição da Semana Nacional de Conciliação, quando a população pode resolver conflitos judiciais de forma simplificada. Em Goiás, a ação ocorre em postos de atendimento localizados em Goiânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Rio Verde, Caldas Novas e São Miguel do Araguaia. Segundo o Tribunal de Justiça, a expectativa é que 60 mil acordos sejam realizados em todo o estado.

Dentre processos que os usuários poderão solucionar estão os de separação, reconhecimento de paternidade, guarda de menores, seguros privados, execução fiscal, dívidas com órgãos como a Saneago, dentre outros. De acordo com o juiz Clauber Costa Abreu, alguns atendimentos já foram agendados, mas até mesmo quem ainda não recorreu à Justiça para solucionar algum problema pode receber o serviço.

“Existem aqueles processos que já estão previamente agendados, que são as ações cíveis, mas também existe a possibilidade das pessoas tentarem uma solução pré-processual. Ou seja, mesmo que ainda não haja o processo é possível que a pessoa tente resolver a sua questão”, explica.

Foram montadas cerca de 270 bancas, guichês, salas e ambulatórios para os atendimentos. O objetivo é que a estrutura contribua para a superação do número de acordos do ano passado, quando 54,5 mil atendimentos tiveram um desfecho durante a campanha.

Confira a seguir os locais de atendimento da Semana Nacional de Conciliação:
Goiânia
– Local: Shopping Estação Goiânia – Av. Oeste, setor Marechal Rondon (próximo ao Terminal Rodoviário).
Estrutura: 65 bancas para ações judiciais cíveis, 40 guichês de atendimento para executivo fiscal (tanto judicial quanto pré-processual), 15 guichês de atendimento para débitos com a Saneago, além de uma sala reservada para atendimento do programa Pai Presente, com coleta de material para exames de DNA e sete ambulatórios para perícias médicas.

– Local: Fórum Desembargador Fenelon Teodoro Reis – Rua 72, 312, Jardim Goiás.
Estrutura: Seis bancas para ações judiciais de família.

– Local: Escola Superior de Magistratura (Esmeg) – Rua 72, 197, Jardim Goiás.
Estrutura: Nove bancas para ações pré-processuais de família, uma sala reservada para atendimento do programa Pai Presente, com coleta de material para exames de DNA.

– Local: Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) – Área 5 – Jardim Goiás.
Estrutura: Cinco bancas para ações pré-processuais de família e mediação familiar.

Rio Verde
– Local: Fórum Municipal – Av. Universitária, Quadra 7, Lote 12, setor Residencial Tocantins.
Estrutura: 19 bancas para ações cíveis (inclusive DPVAT), família e juizados, seis guichês para atendimento de executivo fiscal e um ambulatório para perícias médicas e atendimento do programa Pai Presente.

Aparecida de Goiânia
– Local: 1º Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (dentro do Fórum da cidade) – Rua Versalhes, quadra 4, Lote 8 a 14, Residencial Maria Luiza.
Estrutura: Oito bancas para ações cíveis (inclusive DPVAT), família e juizados, 16 guichês de atendimento para executivo fiscal, três guichês para Saneago e um ambulatório para perícias médicas e atendimento do programa Pai Presente.

Anápolis
– Local: Faculdade Anhanguera – Av. Universitária, 683, Centro.
Estrutura: Será instalado um Centro Judiciário de Solução de conflitos e um Juizado Especial Cível, oito bancas para ações cíveis (inclusive DPVAT) e de família, 18 guichês de atendimento para executivo fiscal e Saneago, além de um ambulatório para perícias médicas e atendimento do programa Pai Presente.

Caldas Novas
– Local: Fórum Municipal – Av. C, quadra 1A, setor Itaguaí III.
Estrutura: 18 bancas para ações cíveis (inclusive DPVAT), família e juizados, 15 guichês para atendimento de executivo fiscal e um ambulatório para perícias médicas e atendimento do programa Pai Presente.

São Miguel do Araguaia
– Local: Fórum Municipal – Rua 5, Quadra 29, Lote 11 – Centro
Estrutura: 7 bancas para ações de Serventia, Juizado Especial, Fazenda Pública, Família e Escrivania Criminal.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios