Aparecida de Goiânia, sexta-feira, 17 de setembro de 2021
Covid-19

Saúde confirma 12 casos da variante delta em Aparecida

Marcus Vinicius
19 de agosto de 2021

A variante já foi encontrada em 16 pessoas na cidade. Altamente transmissível, a cepa foi verificada em 142 países segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e pode ser identificada em Aparecida graças à testagem ampla e ao Programa de Sequenciamento Genômico da Prefeitura, considerado a maior estratégia do gênero realizada em uma cidade brasileira.  

A Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia (SMS) informa que foram detectados, no último dia 16 de agosto, mais doze casos da variante delta do novo coronavírus em moradores da cidade, totalizando dezesseis verificados no município até o momento. Os infectados, dentre esses doze, são sete do gênero feminino e cinco do masculino, fizeram os exames RT-PCR de detecção da covid-19 na primeira quinzena deste mês e têm idades que variam dos 6 aos 65 anos de idade. A descoberta foi feita pelo Programa de Sequenciamento Genômico da Prefeitura de Aparecida, trabalho iniciado em abril deste ano e já consolidado como rotina na SMS.

A equipe do Programa está em contato com nove dentre as doze pessoas que tiveram a infecção detectada agora e constatou que, destas, oito não precisaram de internação e uma está internada desde ontem, 17 de agosto. Cinco delas têm comorbidades e cinco já foram vacinadas com a primeira dose contra a covid-19, e, destas, duas já receberam as duas doses, estando com a imunização completa.    

“Em 6 de agosto tínhamos verificado três casos e dias depois um quarto, todos da mesma família, sendo que um deles precisou ser internado e veio a óbito. Agora identificamos mais doze e nosso pessoal está fazendo a investigação completa de praxe, checando cobertura vacinal, estado de saúde, com quem tiveram contato e demais verificações. O crescimento da delta é muito rápido, já representa 11% dessa última leva de sequenciamentos que fizemos e estamos atentos a isso”, explica o secretário de Saúde Alessandro Magalhães.

Transmissão comunitária

Ele reafirma, como fez em 6 de agosto, que a variante delta já está em transmissão comunitária em Aparecida e acrescenta, ainda, que já comunicou as novas detecções à Secretaria Estadual de Saúde (SES). “Estamos diante de uma variante muito contagiosa. A Fiocruz já apontou que a delta estava presente, em junho, em 2,3% dos casos no Brasil, já em julho esse percentual subiu para 21,5%. É vital identificá-la o mais cedo possível para fazer o bloqueio e deter a disseminação do vírus. Até aqui, percebemos que os sintomas da delta se assemelham, muitas vezes, a resfriados, alergias ou crises de sinusite, e isso faz com que muitos subestimem o perigo,” afirma o gestor.     

Sequenciamento indispensável

As detecções da variante delta foram possíveis graças ao Programa de Sequenciamento Genômico da Prefeitura de Aparecida, considerado a maior estratégia de vigilância genômica já realizada em uma cidade brasileira segundo a plataforma internacional GISAID, entidade com banco de dados sobre genomas de vírus.

Alessandro Magalhães destaca que, até o momento, Aparecida já executou 1.376 sequenciamentos genômicos, técnica que permite identificar a informação genética contida nas amostras dos exames RT-PCR realizados maciçamente na cidade e que já identificou 13 variantes no município. Após as quatro primeiras detecções da delta, a SMS intensificou o sequenciamento no município para monitorar a presença da variante dentro do cenário local.

Testagem fundamental e constante

O secretário enfatiza que “com a ampliação da quantidade de amostras sequenciadas, podemos interceder o mais rápido possível. A testagem é o alicerce do enfrentamento à covid-19 em Aparecida, ela mostra o cenário da pandemia com clareza e sabemos que não testar pode mascarar casos. A testagem em massa feita aqui tem contribuído para embasar estratégias bem-sucedidas e é por isso que aqui temos números de letalidade, mortalidade e de ocupação de leitos menores quando comparados ao Estado, ao País e à Capital, Goiânia”.

Banco de dados preciso

Para realizar o sequenciamento genômico, segundo Alessandro Magalhães, todas as amostras de material coletadas para a realização dos RT-PCR’s que têm resultado positivo para a covid-19 são armazenadas. O secretário explica que isso gera “um excelente banco de dados que tem o potencial de nos ajudar a entender melhor a dinâmica de evolução e dispersão do vírus. Por isso investimos na contratação de parceiros que dispusessem de tecnologia e equipe treinada para a realização do sequenciamento”.

Comportamento do vírus

Alessandro salienta que enquanto o Sars-CoV-2 (Novo coronavírus) estiver circulando, infectando e reinfectando pessoas, ele sofre mutações: “Esse é um processo natural da replicação do vírus e algumas variantes têm um maior poder de adaptação gerando novas linhagens mais infectantes, letais ou com escape imunológico. Daí a importância de se identificar e monitorar as variantes em circulação para entender melhor a dinâmica de evolução e dispersão do vírus”.

A prevenção tem que continuar

Mais uma vez, o secretário reforça, categoricamente, que as medidas preventivas contra a covid-19 precisam ser mantidas pela população: “O uso correto de máscara, tapando o nariz e a boca, a ventilação dos ambientes, a higienização das mãos e o distanciamento social continuam indispensáveis, mesmo para quem já se vacinou. E sobretudo é preciso se vacinar, quem já está na hora de receber a imunização deve fazê-lo o quanto antes e quem está no momento da segunda dose também. A vacinação, com qualquer um dos imunizantes disponíveis no Brasil, é fundamental e continua salvando vidas”.

A delta no Brasil

O Ministério da Saúde (MS) aponta que, até esta terça-feira, 17 de agosto, o Brasil já tem 1.051 casos confirmados da variante delta, alta de 84% em relação aos 570 diagnósticos positivos para a cepa divulgados há uma semana. Até o momento, a variante já fez 41 vítimas no País, número 13% maior do que os 36 óbitos registrados há oito dias, e está presente em 15 Estados e no Distrito Federal.

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram