Aparecidanet

Rio: Polícia procura pelo traficante Rogério 157 no complexo da Maré

As tropas do Comando de Operações Especiais da Polícia Militar, com homens do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Batalhão de Ações com Cães e do Choque realizam, desde a manhã de hoje (28), uma operação nas comunidades Parque União e Nova Holanda, no Complexo da Maré, zona norte do Rio.

A ação seria mais uma tentativa de localizar o traficante Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, que teria deixado a Rocinha, onde lidera o tráfico de drogas e se escondido na Maré. Informações passadas ao Disque-Denúncia indicam que o traficante estaria na região.

Ao chegar na Maré, a tropa da PM foi recebida com granadas e tiros de fuzil pelos criminosos da região. Pelas redes sociais, moradores relatam a situação de guerra e dizem que muitas crianças não tiveram como sair de casa para ir à escola. Também por causa do tiroteio, mulheres dizem que ficaram impossibilitadas de ir para o trabalho.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que devido à operação no Complexo da Maré, das oito unidades de saúde apenas uma abriu para atendimento aos pacientes. As outras estão fechadas, por motivo de segurança dos servidores e da população.

Maré

O complexo da Maré é composto por 16 comunidades e tem cerca de 130 mil moradores. Fica às margens da Baía de Guanabara e próximo ao acesso ao Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão. E junto à Avenida Brasil, principal ligação da zona portuária do Rio com a zona oeste, com mais de 54km.PM faz operação no complexo da Maré a procura do traficante Rogério 157.

A Secretaria Municipal de Educação informa que unidades escolares no Complexo da Maré estão sem atendimento nesta quinta-feira (28), devido à operação da Polícia Militar na comunidade. No total são 19 escolas, seis creches e 12 Espaços de Desenvolvimento Infantil estão fechados, com 14. 079 alunos sem aulas.

A secretaria informa também que as todas as unidades escolares escolares do município localizadas na Rocinha, Vidigal e Vila Canoas, zona sul do Rio, estão funcionando normalmente, nesta quinta-feira. As escolas da região ficaram fechadas por vários dias, devido às ações das Forças Armadas e das forças de segurança do Estado que atuam contra o crime organizado na região.