Rendimento do trabalhador tem crescimento de 0,7% em novembro

0
40

trabalhadorO rendimento médio real habitual dos trabalhadores ficou em R$ 2.148,50 em novembro deste ano, valor 0,7% superior ao registrado em outubro e 2,7% maior do que o observado em novembro do ano passado. O dado é da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com outubro deste ano, houve ganhos em cinco dos sete segmentos da economia, com destaque para os serviços prestados às empresas (3,4%) e a construção (2,3%). Em dois setores, os trabalhadores tiveram perda dos rendimentos: indústria (-2%) e comércio (-0,9%).

Na comparação com novembro do ano passado, houve aumento do rendimento em seis segmentos, com destaque para a construção (6,7%) e os serviços domésticos (4,5%).

Os empregados com Carteira de Trabalho no setor privado mantiveram o mesmo rendimento de outubro deste ano, mas tiveram ganho de 1,1% em relação a novembro do ano passado. Os trabalhadores sem carteira tiveram ganhos nos dois tipos de comparação: 3,8% na comparação com outubro e 2,7%, com novembro.

Entre as seis regiões metropolitanas pesquisadas, três tiveram queda na comparação com outubro, entre elas Belo Horizonte (-2,7%). Em duas, houve crescimento. A alta nacional foi puxada por São Paulo (2,6%). Na comparação com novembro do ano passado, houve estabilidade em uma (Belo Horizonte) e aumento em Salvador (7,5%) e no Rio de Janeiro (4,3%).