Refis em Aparecida foi prorrogado até dia 20

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Programa de Recuperação Fiscal – REFIS/PMAG

(Instituído pela Lei Complementar nº 133, de 24 de novembro de 2017, prazo de adesão para o exercício de 2019 fixado pelo Decreto “N” nº 411, de 09 de outubro de 2019, alterado pelo Decreto “N” nº 452, de 08 de novembro de 2019 )

Período de adesão:  1º a 20 de novembro de 2019, com prazo para pagamento até 06/12/2019.


Benefícios: 

1) 90% de desconto sobre multas e juros moratórios, incidentes sobre impostos (IPTU, ITU, ISS e ITBI) e taxas (alvarás de funcionamento, vigilância, ambiental, entre outras), para pagamento à vista;

2) 70% de desconto sobre multas e juros moratórios, incidentes sobre impostos e taxas, para parcelamento em até 06 parcelas;

3) 60% de desconto sobre multas e juros moratórios, incidentes sobre impostos e taxas, para parcelamento de 07 a 12 vezes.

As multas formais ou por infração à legislações municipais (posturas, edificação, meio ambiente, e consumidor) também terão descontos: 60% para pagamento à vista, 50% para pagamento em até 06 parcelas, e 40% para pagamento de 07 a 12 parcelas.

Os débitos referentes ao Imposto sobre Serviços – ISS possuem condição especial de parcelamento em até 36 vezes com desconto de 60% sobre multas e juros moratórios.


Vedações à adesão:

1) contribuinte que usufruiu dos benefícios do programa nos últimos 36 (trinta e seis) meses, contados da data de pagamento à vista ou da última parcela;

2) contribuinte que teve o parcelamento denunciado, pelo período de 60 (sessenta) meses, contados da data da efetiva denúncia do parcelamento.


Outras informações:

1) A adesão ao REFIS/PMAG implica, por parte do contribuinte, de forma irretratável, em confissão da dívida, bem como renúncia ou desistência de quaisquer meios de defesas ou impugnações;

2) Concomitantemente ao pagamento à vista ou da primeira parcela do tributo, o sujeito passivo deverá efetuar o pagamento das custas de protesto, processuais e demais verbas de sucumbência.

3) Os boletos impressos pela Prefeitura de Aparecida de Goiânia não incluem custas decorrentes de protesto e de execução fiscal. Caso seu débito seja anterior ao exercício de 2017, é possível que esteja protestado e/ou executado. Clique aqui para saber como proceder nesses casos. 


Débito do Imóvel (link)

Permite verificar as pendências financeiras de Imóveis e emitir DUAMs para pagamento, além da emissão da Certidão Negativa de Débitos Tributários de Imóveis.

Débito do Contribuinte/ Empresas (link)

Permite verificar as pendências financeiras do Contribuinte por CPF, Inscrição Municipal e Código do Contribuinte (CCP)

Notícia postada em  

  • 18 de novembro de 2019
  • Da Redação