Aparecida de Goiânia, quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Rafael Lara lidera eleição da OAB-GO

Marcus Vinicius
12 de setembro de 2021

Pesquisa realizada pelo Instituto Data Science Inteligence (DSI) confirmou a preferência por Rafael Lara Martins para a presidência da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO).

O conselheiro federal e diretor-geral da Escola Superior de Advocacia de Goiás (ESA-GO) recebeu 26% das intenções de votos nas respostas estimuladas, seguido pelo ex-conselheiro federal Pedro Paulo de Medeiros, que obteve 19%. Em junho, a pesquisa Serpes/Rota Jurídica já mostrava Lara na liderança da corrida eleitoral, com 16,2% das intenções de voto na pesquisa espontânea e com 27,7% na estimulada.

A pesquisa DSI ouviu 782 advogados goianos e aponta liderança de Rafael Lara em todos os cenários, o que significa que, se a eleição para presidência da OAB-GO fosse realizada hoje, Rafael Lara venceria a disputa com folga para o segundo colocado.

A conselheira federal Valentina Jungmann aparece com 8% das intenções de voto, seguida do presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (Casag), Rodolfo Mota, com 6%, e do ex-secretário geral da OAB-GO Júlio Meirelles, com 2%. Brancos e nulos somam 2% e não sabem ou não responderam, 37%.

Em um cenário sem Jungmann e Meirelles na disputa, o pré-candidato Rafael Lara lidera mais uma vez, com 28%. A preferência da advocacia goiana se divide, então, entre os outros dois candidatos com 21% das intenções de votos para Medeiros e com 7% para Mota.

Rafael Lara também sai à frente quando o Instituto apresenta um confronto entre ele e o segundo colocado. Nesse cenário os votos para Lara somam 32% contra 24% para Pedro Paulo. Brancos e nulos somam 5% e 39% não sabem ou não responderam.

Espontânea

Outro cenário que confirma a preferência da advocacia goiana por Rafael Lara é o levantamento espontâneo. Sem receber nenhuma opção de candidato dos entrevistadores, 21% dos advogados e advogadas ouvidos apontam o diretor da ESA-GO como sua primeira escolha para a seccional de Goiás.

O segundo lugar fica, novamente, com Pedro Paulo, que é indicado por 16% dos entrevistados. Outros 6% mencionam voto em Mota e 5% declaram voto em Jungmann. Júlio Meirelles recebe 1% das intenções e os nomes do atual presidente Lúcio Flávio e do ex-presidente Felicíssimo Sena também foram citados. Os que não sabem ou não responderam somaram 51% dos entrevistados.

Rejeição

No ranking de rejeição dos cinco pré-candidatos, Pedro Paulo aparece em primeiro, com 13%, seguido por Rafael Lara, com 11%. Rodolfo Mota é rejeitado por 8% dos advogados, Júlio Meirelles por 7% e Valentina Jungmann por 5%. Não sabem ou não responderam são 57%.

Registro

A cerca de três meses da eleição para a presidência da OAB-GO, que será realizada na segunda quinzena de novembro, o Instituto DSI entrevistou por telefone os 782 advogados goianos aptos a votar entre os dias 12 e 14 de agosto. O intervalo de confiança é de 95%, ou seja, a cada 100 pesquisas, 95 apresentariam resultado idêntico. A margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos na Capital e de 5 pontos percentuais no interior. A pesquisa considerou a estratificação geográfica, por sexo e por tempo de inscrição.

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram