Quanto custou o HC do Dr. Abdelmassih

hcComo se sabe, o ilustre Dr Roger Abdelmassih foi condenado a 278 anos de prisão por estuprar 37 pacientes, em sua clínica de fertilização, no coração do Jardim Europa, reduto da aristocracia paulistana.

Como se sabe, na calada do ano, nas férias do Natal, em solitária decisão, o ex-Supremo Presidente Supremo do Supremo, Gilmar Dantas (*) concedeu-lhe um habeas corpus.

O Dr Abdelmassih faria o que qualquer condenado a 278 anos faria, depois de uma carta de alforria dessas: se pirulitou.

Escafedeu-se.

Se estivessem a sério, a Polícia Federal, o Ministério Público e a Polícia de São Paulo seguiriam a estratégia universal: ir atrás do dinheiro, follow the money.

O Dr Abdelmassih pode ter sido muito rico, milionário, à custa de suas bem-sucedidas experiências genéticas.

Mas, uma hora, o dinheiro ou acaba ou cada vez fica mais difícil levantar e transferir dinheiro para sustentá-lo – no Brasil ou no exterior.

Foi o que fez o Conversa Afiada – com a ajuda de diligente amigo navegante: foi atrás do dinheiro.

E descobriu quanto o ilustre Dr Abdelmassih pagou ao advogado Marcio Thomaz Bastos para conseguir de Gilmar Dantas (*) o providencial HC.

Como demonstra o documento anexo, ou pedaço de documento anexo, recuperado de uma das casas por onde Abdelmassih passou, no interior de São Paulo, através do Banco do Brasil, ele pagou, de entrada, R$ 50.000; e, em duas parcelas, R$ 500 mil e R$ 450 mil ao Dr. Márcio: “efetuado pagamento”.

Não foi possível descobrir quem pagou.

Nem de onde veio o dinheiro.

Mas, na mesma cesta de lixo, no mesmo escritório, outros pedaços de documentos revelam, conforme os anexos:

– que Larissa Maria, atual mulher de Abdelmassih, pode ser um dos meios de se chegar à movimentação financeira dele, hoje;

– da mesma forma, a Agropecuária Colamar, de propriedade de Abdelmassih pode ter sido utilizada em operações financeiras.

Não precisa ser um gênio para saber que o Banco 001 é o Banco do Brasil e o 356 é o Real, hoje Santander.

O site Terra publicou que o Governo de São Paulo ofereceu uma recompensa de R$ 10 mil a quem disser onde está Abdelmassih.

É pouco e muito.

Pouco, porque aos que prepararam o plano de fuga do Marcola e deram com a língua nos dentes o Governo de São Paulo pagou R$ 5 mil.

Quer dizer que um Abdelmassih só vale dois Marcola ?

Mas, pensando bem, R$ 10 mil é muito.

Porque basta seguir o dinheiro.

Será que o HC custou mais que R$ 500 mil ?

Clique aqui para ler “Gilmar, cadê o Dr Abdelmassih ?”.

Aqui para ler “Gilmar emprega o amigo Demóstenes”.

aqui para ler “Gilmar, Demóstenes e os cúmplices do PiG”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios