Putin apoia resolução dos EUA para cortar acesso a recursos pelo Estado Islâmico

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Estado Islâmico tem como maior fonte de recursos a venda clandestina de petróleo que estrai de países invadidos como a Síria e Iraque. Putin defende esta visão de combate

O presidente russo Vladimir Putin afirmou hoje (17) que Moscou apoia o projeto de resolução apresentado pelos Estados Unidos para cortar apoio financeiro ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

“Apoiamos a iniciativa dos Estados Unidos, que inclui a elaboração de uma resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre a Síria”, disse Putin, acrescentando que o projeto foi discutido com o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, no início desta semana.

A resolução aumenta as sanções ao EI e tem como principal objetivo cortar o acesso a recursos financeiros por parte do grupo terrorista.

Em entrevista coletiva, em Moscou, ele afirmou também que os bombardeios que a Força Aérea russa está fazendo na Síria apoiam não só as tropas governamentais sírias como também as da oposição na luta contra o EI. “Com os bombardeamentos estamos a apoiar os esforços [da oposição síria] na luta contra o EI, da mesma forma que apoiamos o exército sírio”, frisou o Presidente russo.

ABr

Notícia postada em  

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e nosso Termos de Uso, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.