PSB tem até 10 dias para indicar substituto de Eduardo Campos

0
60

eduardoO PSB tem até 10 dias corridos para indicar o substituto de Eduardo Campos na disputa presidencial. O candidato é vítima fatal de um acidente aéreo que ocorreu na manhã desta quarta (13), em Santos, no litoral paulista. Além dele, mais seis pessoas não sobreviveram á tragédia.

De acordo com a legislação eleitoral, o PSB tem prioridade na escolha do novo candidato a presidente da República, ou pode transferir a responsabilidade para um dos partidos aliados. A coligação Unidos Pelo Brasil reúne a Rede Sustentabilidade, PPS, PPL, PHS e PRP, mas a Rede, grupo de Marina, não tem registro junto ao Tribunal Superior Eleitoral.

A ex-senadora é favorita para o posto em função do desempenho que obteve na eleição de 2010. Naquele ano, Marina saiu da disputa presidencial contra José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) em terceiro lugar, com quase 20 milhões de votos. Este ano, Campos também vinha ocupando o terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, com pouco menos de 10% da preferência do eleitorado.

Dirigentes do PSB pediram “um tempo” para absorver o choque com a morte de Campos. Nos últimos meses, Rede e PSB entraram em atrito por conta das decisões tomadas pela sigla de Campos em alguns estados, como São Paulo. Marina Silva e seus seguidores defendiam o lançamento de um candidato a governador para alavancar a candidatura de Campos, mas o PSB impôs a parceria com o PSDB em apoio à reeleição de Geraldo Alckmin.

Aos 49 anos, Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco, deixou cinco filhos e a mulher. A Aeronáutica enviou ao local do acidente uma equipe para fazer a perícia. Campos viajava no jato com quatro assessores e dois pilotos. Marina decidiu não acompanhá-lo na noite anterior.

GGN