Preso que matou agente durante fuga é morto após troca de tiros com a PM

0
242

Ele invadiu uma casa, fez mãe e filha reféns e ainda tentou matá-las, diz PM.

mortoO detento Gleilamar Marques de Oliveira, de 37 anos, que fugiu da Unidade Prisional de Anicuns, no oeste de Goiás, após assassinar um agente prisional e ferir outro, foi morto durante troca de tiros com a Polícia Militar na noite desta terça-feira (25). De acordo com a corporação, o homem invadiu uma casa e fez uma mulher de 44 anos e a filha dela, de 2, reféns. Após ser libertada, a mulher disse aos policiais que o preso tentou matar ela e a filha por duas vezes, mas que os disparos falharam.

A polícia chegou ao local depois de uma denúncia da irmã da mulher. Segundo o capitão Heber de Souza Bastos, ela pediu socorro ao perceber que a vítima estava sob o poder de um criminoso. “Ela tentava, mas não conseguia falar com a irmã. Quando conseguiu, notou que ela estava nervosa e ouviu a voz de um homem ao fundo pedindo para ela desligar”, afirmou ao G1.

Quando a PM chegou à residência, localizada no Setor Vale das Serras, o detento saiu para o quintal com as duas armas que ele havia roubado dos agentes apontadas para as vítimas. “Nesse momento, nossa equipe recuou e começamos a tentar uma negociação com ele, que estava completamente transtornado”, afirma o capitão.

Ainda de acordo com a PM, em um momento de descuido, a mulher pegou a filha, se desvencilhou de Gleilamar e ambas fugiram sem nenhum ferimento. Conforme relata o militar, nesse momento, o homem começou a efetuar disparos contra os policiais e se escondeu dentro da casa. Os oficiais

Fuga da prisão
Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária e Justiça do Estado de Goiás (Sapejus), nesta madrugada, Gleilamar serrou as grades da cela onde estava, rendeu os dois agentes, tomou suas armas e fugiu.

Durante a fuga, o criminoso disparou contra as vítimas.  Um dos tiros atingiu a cabeça de João Paulo de Souza Morais Carvalho, 36, que morreu ainda no local. Já o outro vigilante foi ferido por dois tiros e encaminhado ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), onde passou por cirurgia.  Segundo a unidade, ele está em estado regular.

Ainda de acordo com Sapejus, o preso estava na cadeia há quatro meses cumprindo pena por roubo, homicídio e estupro. Segundo a Polícia Militar, ele matou a enteada de 15 anos em São Luis de Montes Belos, em agosto deste ano. Após sair do presídio, Gleilamar tentou roubar uma caminhonete, mas não conseguiu e fugiu a pé em direção a uma mata fechada. Uma sindicância vai apurar as circunstâncias e a responsabilidade do fato.

O corpo de João Paulo foi sepultado nesta noite em Anicuns.

G1