Preparado para o Vila, Guto dispara: “Fracassados no passado jamais serão heróis do futuro”

Gutemberg Veronez surge como maior liderança da oposição nos bastidores do Vila Nova, prega por mudanças radicais e urgentes na maneira de administrar o clube e diz que atual diretoria deveria ter hombridade para renunciar

vilaDepois do pior ano da história do Vila Nova, a oposição do clube se organiza para tentar resgatar a instituição. Dos 35 conselheiros que compareceram ao clube na noite da última quarta-feira, alguns já são consagrados, como Wilson Balzachi, ex-presidente, mas outros estão com “fome” de fazer o Vila grande. Um deles é Gutemberg Veronez, o Guto, que desde o ano passado mantém a vontade de ser presidente do Vila e entende que chegou o momento de uma grande modificação.

“Eu acho que, independente do nome, tem que haver mudanças. Tem grandes vilanovenses que tem a capacidade de tomar conta do Vila Nova de uma forma diferente do que essa atual diretoria está tomando, com uma total irresponsabilidade com a instituição, levando ela ao fracasso futebolístico e também administrativamente. Como que você fala que o clube está bem administrado com três meses de salários atrasados?”

No questionamento, Guto se referiu ao presidente em exercício, Rodrigo Nogueira, que declarou na última segunda-feira que o Vila estava bem administrado, mesmo com os problemas crônicos que assolam o clube. A expectativa e a missão da oposição colorada é ver a renúncia de quem comanda o Vila atualmente, o que pode acontecer na reunião extraordinária marcada para o próximo dia 25. Para Guto, o histórico do grupo basta para isso.

“Eu acho que eles deveriam ter a hombridade de pedir pra sair e reconhecer que eles realmente fracassaram. Os fracassados do passado jamais serão heróis do futuro, já é o quarto rebaixamento que esse grupo traz para o Vila Nova, são quatro fracassos dentro do futebol, porque são pessoas de sucesso em suas empresas, vencedores na vida particular, mas não deram conta no futebol. Eles são fracassados dentro do Vila, não tem clima pra continuar”

[saiba_mais]

A oposição já tem, pelo menos, cinco nomes que se dispuseram a assumir a presidência executiva, mas o de Guto, até pela vontade que vem do ano passado, é o mais aceito entre os novos conselheiros. O candidato sabe que a caminhada será longa, cita nomes de outros vilanovenses competentes, mas se diz pronto para assumir.

“Eu sempre estive preparado para o Vila Nova. Não sei se vai ser o momento correto, isso depende do Conselho, não depende só de mim. Volto a dizer: tem vários nomes como Wilson Balzachi, Artur Ciro, Roni Alberth, que são pessoas sérias e vão dar um oxigenada no Vila para que mude urgentemente. O Vila não precisa só de mudança, precisa de uma transformação”

730

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios