Aparecida de Goiânia, sexta-feira, 17 de setembro de 2021
Covid-19

Prefeitura incentiva realização do teste

Redação
14 de maio de 2021

Aparecida é campeã de testagem no Estado para covid-19 com média semanal de mais de 7 mil testes e já realizou, até o último 12 de maio, 269.530 exames RT-PCR. Porém, a população tem reduzido a procura e a Secretaria de Saúde alerta para a importância do diagnóstico precoce da doença

Iniciada em 22 de abril de 2020, a testagem em massa para a covid-19 em Aparecida de Goiânia já se aproxima de 270 mil testes realizados do tipo RT-PCR, considerado internacionalmente pelos especialistas como o melhor para esse tipo de diagnóstico, o “padrão ouro”. A estratégia é um dos pilares do enfrentamento à pandemia no município e segue a orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS) de “testar, monitorar e cuidar”. Todavia, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a procura da população pela testagem tem diminuído nos últimos meses e por isso a pasta conclama a todas as pessoas que estão com sintomas gripais ou que tiveram contato com infectados pelo novo coronavírus para que busquem o diagnóstico precoce.

O prefeito Gustavo Mendanha lembra que, no primeiro mês do enfrentamento à pandemia em Goiás, março de 2020, Aparecida realizava apenas 15 testes RT-PCR semanais que eram ofertados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) no Laboratório Estadual de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros, o Lacen, unidade responsável por atender a todas as cidades goianas: “Sabíamos que era muito pouco, então contratamos um laboratório privado local e passamos a fazer 300 exames diariamente. De lá para cá, ampliamos a testagem e hoje temos capacidade para realizar até 2.000 RT-PCR’s diariamente. Estamos em alerta e prontos para continuar testando a população maciçamente”.

Raio X da pandemia

Nesse sentido, o secretário Municipal de Saúde, Alessandro Magalhães, enfatiza que os testes já realizados correspondem a mais de 45% da população de Aparecida (590.146 habitantes, segundo o IBGE) e precisam continuar a ser feitos permanentemente para salvar vidas, reduzir agravamentos de casos positivos, respaldar as decisões do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 e monitorar a situação real da pandemia no município. “A testagem em massa é como um Raio X da pandemia. Com ela obtemos dados valiosos sobre os casos positivos e dessa forma a equipe de Telemedicina monitora e acompanha quem está infectado com exames laboratoriais a cada 48h, tomografia computadorizada e oxímetros que são emprestados para os pacientes levarem para casa. Quem precisar, deve se testar o quanto antes”, afirma Alessandro.

O secretário aponta, ainda, que “temos a capacidade de realizar cerca de 40 mil testes por mês e neste ano fizemos, em janeiro, 19.729, em fevereiro foram 21.415, em março 31.040, em abril 24.847 e neste mês de maio, até agora, apenas 4.315. É pouca demanda para o tamanho de nossa população e porque ainda estamos sob uma pandemia que exige muita atenção e análise permanente do cenário pelo Poder Público para tomar as decisões necessárias”.        

Responsabilidade no enfrentamento

Preocupado com a baixa procura pela testagem, o superintendente de Atenção à Saúde, Gustavo Assunção, faz um alerta: “Acreditamos que a redução da demanda talvez seja porque os moradores baixaram a guarda. Porém, a população precisa entender que a pandemia ainda não acabou. Temos um planejamento em Aparecida e uma estrutura da rede de atendimento que propiciam diagnóstico precoce e tratamento adequado. Além disso, adotamos regras de distanciamento social que mudam conforme o cenário epidemiológico. Mas, para que tenhamos controle da situação e para que possamos evitar mortes, todos devem continuar em alerta e seguir as orientações sanitárias”.

O superintendente ressalta que o diagnóstico precoce da covid-19 com a testagem é uma arma eficaz para se quebrar a cadeia de transmissão do novo coronavírus, já que o pessoa infectada passa a ser isolada, acompanhada, e as pessoas com as quais teve contato também são avisadas e testadas. “Conclamamos a todos que tenham algum sintoma gripal ou que tiveram contato com alguém que está doente que agende o teste imediatamente. Sintomas como dor de cabeça, diarréia, perda de oltafo e do paladar, febre, coriza, ou qualquer suspeita, não devem ser ignorados”, avisa o gestor.    

Análise de excelência

Aparecida de Goiânia realiza as testagens com o exame tipo RT-PCR, considerado pelos especialistas como “padrão ouro e de referência” para esse tipo de diagnóstico no mercado atual e que detecta o RNA do novo coronavírus com técnicas de biologia molecular. O resultado sai em cerca de 24h e no teste são coletadas amostras através de swabs (cotonetes longos) de nasofaringe (nariz) e orofaringe (garganta).

Como agendar e onde testar

Aparecida de Goiânia oferece testes RT-PCR para moradores do município com sintomas da covid-19 ou que tiveram contato com alguém infectado. O exame pode ser realizado de segunda a sexta-feira das 8h às 16h em dois postos de drive-thru (Cidade Administrativa e Hospital Garavelo) mediante agendamento pelo telefone 08020-646-1590 ou pelo aplicativo “Saúde Aparecida”. O acesso à ferramenta também está disponível no site da Prefeitura (aparecida.go.gov.br).

O RT-PCR também pode ser realizado em oito Unidades Básicas de Saúde (UBS´s) de segunda a sexta-feira das 7h às 17h: Alto Paraíso, Garavelo, Independência Mansões, Expansul, Tiradentes, Buriti Sereno, Chácaras São Pedro e Pontal Sul. O agendamento também é feito pelo aplicativo “Saúde Aparecida” ou por encaminhamento profissional. Nestes casos, o paciente precisa passar antes por uma consulta em qualquer unidade da rede, seja da Atenção Primária ou da Urgência, e ser avaliado pelo médico. Já nas UPA’s e hospitais da cidade os testes são realizados em pacientes internados.

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram