Polícia prende dois homens suspeitos de estuprar e matar jovem

0
43

estuproA polícia prendeu dois homens suspeitos de estuprar e matar uma jovem de 17 anos na Expansão do Setor O, em Ceilândia, em 10 de agosto. Os detentos são Sebastião Silva de Jesus, 25 anos, e Sérgio de Freitas, 30, e foram apresentados pela 24ª Delegacia de Polícia (Setor O), que está com o caso. Ambos são acusados de violentar e assassinar Leudiquele Santos da Conceição, que se dirigia ao trabalho quando foi abordada.

A violência empregada no homicídio chamou a atenção dos policiais. A dupla teria usado um cordão para estrangular Leudiquele. Fizeram tanta pressão que causaram um traumatismo raquimedular, nome dado a lesões de qualquer causa externa na coluna vertebral, e quebraram a segunda cervical da garota de 17 anos. Ela morreu por asfixia.

Ambos são figuras conhecidas no pedaço. O apelido de Sérgio é “Expansão”. Ele teve 19 passagens por furto quando menor e, após atinigir a maioridade, sofisticou os crimes: além de dois furtos, tráfico de drogas e um latrocínio. Ele estava em liberdade condicional. Sebastião, o “Tiãozinho”, tem três furtos e um roubo na ficha. Após ficar um ano e quatro meses na cadeia, vivia prisão domiciliar desde janeiro. Um acusa o outro de ser o responsável pelo crime.

Memória

No dia da tragédia, moradores acharam Leudiquele sem vida, em uma via pública da EQNO 19/20, seminua, com uma mancha de sangue na blusa e um hematoma no pescoço. Pertences da garota foram apreendidos na cena do crime. Os policiais trabalhavam com a hipótese de haver mais de um criminoso envolvido na morte da garota desde o começo das investigações.

Luciana Filgueira de Araújo, 25 anos, tia da vítima, afirmou estar aliviada com a prisão da dupla. “Fiquei sabendo agora pela manhã da prisão desses dois marginais. Estou muito aliviada em saber que esses dois monstros estão na cadeia agora”, disse. “Sei que nada vai trazer a Kelly de volta, mas a sensação é de que a justiça foi feita. Espero que eles passem um bom tempo atrás das grades”, continuou.

Correiobraziliense