Aparecida de Goiânia, quarta-feira, 22 de setembro de 2021
Polícia

Polícia Civil apreende 800 kg de maconha e 28 kg de cocaína em Senador Canedo

Redação
21 de junho de 2021

Apreensão trouxe prejuízo milionário ao tráfico de drogas. Diligências resultaram ainda na apreensão de uma arma de fogo e diversas munições.

A Polícia Civil de Goiás apreendeu, nao último final de semana 28 quilos de cocaína e 800 quilos de maconha, em Senador Canedo, região metropolitana da capital.

Os ilícitos foram encontrados em uma residência do município, após investigação do Grupo de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Aparecida de Goiânia. A apreensão trouxe prejuízo estimado em R$ 1.300.000,00 ao tráfico de drogas.

De acordo com o delegado Álvares Lins, a apuração teve início no dia 14 deste mês, depois que os policiais receberam informações sobre um grande carregamento de entorpecentes, que havia chegado à cidade. “Depois que os agentes identificaram o veículo que frequentava o imóvel, eles passaram a monitorar e descobriram que esse mesmo veículo havia sido apreendido no mês passado, na cidade de Uberaba, Minas Gerais, transportando a quantia de R$ 70 mil, que ficou apreendido”, informou.

Após o levantamento de dados, as equipes realizaram diligências na casa, localizada no Setor São Francisco. As drogas estavam escondidas dentro dos quartos do imóvel. Além dos ilícitos, também foram apreendidos durante a ação policial um revólver calibre 38, marca Taurus, 31 munições calibre 38, um caderno com anotações do tráfico, um notebook, uma balança de precisão e o veículo, que era usado para o transporte de entorpecentes.

Ainda segundo o delegado, o local era utilizado exclusivamente como depósito para os ilícitos. A suspeita é de que as drogas possam pertencer a uma organização criminosa. “Acreditamos que esse imóvel era alugado e usado como um ponto de armazenamento, para posterior distribuição nas cidades da região metropolitana, possivelmente para Goiânia e Aparecida”, explicou.

Todos os itens apreendidos foram levados ao Genarc de Aparecida de Goiânia. A investigação continua para a identificação dos suspeitos envolvidos. “No momento em que os nossos policiais invadiram o imóvel, ninguém foi preso no local. Mas o locatário já foi identificado e qualificado. Nós estamos em diligências para tentar localizá-lo e efetuar sua prisão. Se não for o caso, vai ser representado pela prisão preventiva dele”, concluiu.

CRUZADA CONTRA O TRÁFICO #PodCast1

Portal da Transparência
Portal de Goiás

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram