PM de Brasília apresenta equipamentos que serão usados na Copa

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

equipamentoPlanejamento, tecnologia de ponta e efetivo completo (14 mil policiais). É com base nesse tripé que a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) espera cumprir a missão de promover a segurança e o bem-estar social durante a Copa do Mundo. Nesta terça-feira (3.06), a corporação apresentou os equipamentos e dispositivos que utilizará no período do Mundial. Parte deles já foi testada na Copa das Confederações e em outros dias de jogos do Estádio Nacional Mané Garrincha.

O aparato inclui veículos de inteligência e anti-tumulto, equipamentos de menor potencial ofensivo (como máscaras contra gases e capacetes), de controle de trânsito, ferramentas antibomba e até um exoesqueleto, espécie de armadura para policiais. Também serão usados 180 viaturas e quatro helicópteros.

O Comando de Operações será estruturado na região da Torre de TV, a cerca de 800 metros do Mané Garrincha. Ajudam a estrutura de ação as plataformas de observação elevada e o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, veículo adaptado e equipado com sistemas de comunicações, monitoramento por vídeo e plataforma integrada de inteligência.

Exoesqueleto, robô antibombas, viaturas e plataformas elevadas de observação estão entre os equipamentos da PM do DF. Estrutura que fica também para depois da Copa

Além coordenar ações, o Comando de Operações é estruturado para receber informações em tempo real durante eventuais ocorrências. “Qualquer policial militar, por meio de um dispositivo de smartphone e conectado à rede Wi-Fi da PMDF, pode receber ou enviar informações significantes”, afirma o chefe do Departamento Operacional, Jaílson Braz.

De acordo com o diretor de logística e finanças da PMDF, coronel Alexandre Corrêa, os equipamentos foram adquiridos com recursos da própria corporação ou doados pelo Ministério da Justiça. “Os investimentos começaram em 2010 e resultarão em benefícios para a corporação e para a sociedade”, afirma Corrêa.

Estrutura da PMDF para a copa

Comando de operações » Será estruturado nas proximidades da Torre de TV, a 800m do Mané Garrincha » Comando Móvel: ônibus onde serão tomadas decisões estratégicas » Plataforma de observação elevada (POE): veículo com torre que atinge até 15m de altura e 12 câmeras com alcance de 4 km » Centro Integrado de Comando e Controle Móvel: caminhão com sala de observação e central integrada onde são visualizadas as imagens produzidas ou recebidas de policiais.

Batalhão de trânsito » Radares portáteis (aferição de velocidade), etilômetros (bafômetros) e talonários eletrônicos (notificação de infrações de trânsito).

Batalhão de choque » Dois veículos anti-tumulto*: blindado usado para transporte da tropa de choque. Tem reservatório e canhão d’água para lançamento de jatos d’água durante as intervenções » Capacetes, escudos anti-tumultos e escudos à prova de disparos de armas de fogo

Batalhão de operações especiais » Um robô antibombas: operado a distância, permite a aproximação e observação de artefato suspeito ou carga explosiva » Um braço mecânico: operado à distância, permite a manipulação de artefato suspeito ou carga explosiva » Quatro roupas antifragmentação: protegem os policiais que utilizam o braço mecânico para se aproximar e retirar o artefato suspeito do local » Três aparelhos de RX: equipamentos portáteis que auxiliam a análise o conteúdo do artefato suspeito e aferição

Regimento de Polícia Montada » 125 cavalos »Equipamentos como sela, manta e porta cassetete e capacete protetor

portalbrasil

Notícia postada em  

  • 4 de junho de 2014
  • Da Redação