PF prende três em ação contra distribuição de pornografia infanto-juvenil

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Três pessoas foram presas em flagrante na Operação Proteção Integral 2, deflagrada pela Polícia Federal (PF) na manhã de hoje (13), com objetivo de combater a distribuição internacional de pornografia infanto-juvenil pela internet. Foram duas prisões em flagrante em São Paulo e uma em São Bernardo do Campo por posse de material pornográfico com menores em seus computadores.

“A PF identificou pessoas disponibilizando arquivos de imagens e vídeos contendo pornografia infantil na rede mundial de computadores e conseguiu rastrear os locais onde se encontram os acessos. Além disso, também foram identificadas outras pessoas compartilhando arquivos no exterior pelas polícias da Suíça e dos EUA (FBI). As informações foram enviadas à PF por meio da Interpol”, diz a polícia, em nota.

Segundo a PF, 25 policiais federais cumprem cinco mandados de busca e apreensão na capital e na cidade de São Bernardo do Campo. De posse desses dados, a Justiça Federal autorizou a realização de buscas nas residências dos suspeitos para a apreensão de computadores e outros dispositivos de armazenamento.

A operação Integral, que tinha o mesmo objetivo, foi deflagrada em 31 de março nas cidades paulistas Sorocaba e Itapetininga. Segundo a PF, 13 pessoas foram presas em flagrante delito com material contendo abuso sexual de crianças e adolescentes. Um dos presos estava compartilhando material no exato momento da chegada da equipe policial.

O crime de compartilhamento de imagens contendo pornografia infantil está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e tem pena de até 6 anos de prisão.

Notícia postada em  

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e nosso Termos de Uso, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.