Pesquisa mostra Gustavo encostando em Caiado e Marconi em terceiro lugar

Pesquisa realizada pelo Site Mais Goiás através do Goiás Pesquisas revela que a eleição para o governo do Estado está embolada neste momento

Da Redação
18/06/2022 - 13:52
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Pesquisa mostra Gustavo encostando em Caiado e Marconi em terceiro lugar

Pesquisa realizada pelo Site Mais Goiás através do Goiás Pesquisas revela que a eleição para o governo do Estado está embolada neste momento

O levantamento traz o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) com 30,82%. Pela margem de erro que é de 3,4 pontos percentuais, Caiado fica entre 27,42% a 34,22%. Já o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia Gustavo Mendanha (Patriota) aparece com  22,41%. Na oscilação da margem de erro  pontuação de Gustavo varia de 25.81% a 19,01%. Assim a proximidade entre o primeiro e o segundo colocado indica que ambos podem polarizar a disputa pelo governo de Goiás.

O ex-governador Marconi Perillo (PSDB), aparece em terceiro lugar com 15,35%, e  portanto, também pode variar de 18,9% a 11,95%. O pré-candidato do presidente Jair Bolsonaro (PL), deputado federal major Vitor Hugo (PL) aparece em quarto, com 12,67%. (16,07% a 9,27%).

O ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), Wolmir Amado (PT), tem 7,55% (10,9% a 4,15%). Brancos e nulos somaram 5,24%. Disseram não saber em quem votariam, 5,97%.

 

Segundo turno
O governador Ronaldo Caiado lidera as duas simulações feitas para o segundo turno. No primeiro, contra  Gustavo Mendanha,  Caiado venceria com 40,68% a 33,25% de Mendanha se as eleições fossem hoje. Brancos e nulos somaram 15,96%. Disseram não saber, 10,11%. Quando a disputa é entre Caiado e Marconi Perillo, o atual mandatário de Goiás leva a melhor com 47,62% a 19,73% sobre o ex-governador. 18,27% disseram votariam branco ou nulo. 14,37%, não sabem.

 

 

Metodologia
A Goiás Pesquisas ouviu 821 eleitores com 16 anos ou mais no Estado. Deste montante, 47,5% forma do sexo masculino e 52,5% feminino. Em relação a escolaridade, 37,1% disseram ter até o ensino fundamental; 44,4% ensino médio completo ou incompleto e 18,5% ensino superior completo ou incompleto.

Ela foi realizada de 13 a 14 de junho “através de entrevistas telefônicas por meio de ligações automatizadas para telefones fixos e celulares (sistema URA – Unidade de Resposta Audível – reversa), com base em questionário estruturado”.
A margem de erro é de 3,4 pontos percentuais para mais ou para menos. O intervalo de confiança estimado é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números BR-08674/2022 e GO-07471/2022.