Pesquisa CNT/MDA mostra Lula à frente com 40,6% contra 32% de Bolsonaro

Lula segue à frente nas intenções de voto, no espontâneo ou no estimulado. Ele também lidera nas simulações de segundo turno.

Da Redação
10/05/2022 - 18:33
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Pesquisa CNT/MDA mostra Lula à frente com 40,6% contra 32% de Bolsonaro

Pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta terça-feira (10) pela Confederação Nacional do Transporte, também mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à frente nas intenções de voto, no espontâneo ou no estimulado. Ele também lidera nas simulações de segundo turno.

da RBA

No voto espontâneo, Lula tem 33,4%, ante 27,3% do atual presidente, Jair Bolsonaro (PL). Ambos avançaram em relação a fevereiro, quando tinham 32,8% e 24,4%, respectivamente. O ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes (PDT) está em terceiro, com 3,8%, enquanto o também ex-governador João Doria (PSDB) está com 0,9%. Depois vem o deputado Andrés Janones, do Avante, com 0,5%, e “outros” (1,2%). Votos em branco ou nulos somam 5,8%. Ainda há 27,1% de indecisos.

Já no estimulado, Lula vai a 40,6% (42,2% em fevereiro) e Bolsonaro, a 32% (tinha 28%). Na sequência, aparecem Ciro (7,1%), Doria (3,1%), Janones (2,5%), a senadora do MDB Simone Tebet (2,3%) e Felipe d’Avila (Novo, 0,3%). Em branco/nulos somam 5,1%. Os indecisos são 7% do total.

Voto “útil”

Segundo a pesquisa CNT, 28,2% dos entrevistados disseram que votam com certeza em Bolsonaro se ele for candidato. E 53,9% não votam “de jeito nenhum”. Em relação a Lula, 35% votam com certeza e 44% não.

Em outra situação, 22,7% poderiam mudar o voto no primeiro turno para evitar ou garantir que ocorra segundo turno, 70,5% não mudariam e 6,8% não sabem ou não responderam. E 79,2% garantiram que comparecerão às urnas. Outros 14,2% disseram ser provável o comparecimento, 3,6% responderam que é mais provável não ir e 1,4% afirmaram que com certeza não vão votar. Já 68% afirmaram confiar nas urnas eletrônicas, 28,6% não confiam e 3,4% não sabem ou não responderam.

Segundo turno

Nas simulações de segundo turno, Lula teria 50,8% dos votos contra Bolsonaro (36,8%). Em fevereiro, o petista tinha 53,2% e o presidente, 35,3%. Entre Ciro e o atual presidente, o nome do PDT venceria por 44,2% a 37,8%. Bolsonaro ficaria com 38,8% se o adversário fosse Doria (33,9%). E com 39,6% ante Simone Tebet (30,5%). Lula vence também nas simulações contra Doria (50,2% x 16,5%) e Simone Tebet (503% x 26,4%).

Segundo a CNT, foram entrevistadas 2.002 pessoas, dos dias 4 a 7. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, com nível de confiança de 95%. Confira aqui a versão resumida da pesquisa.

Leia também: Pesquisa Ipespe mostra mais uma vez Lula na liderança, com 44% do eleitorado