Peso-meio-pesado enfrentaria Fábio Maldonado no Canadá em seu retorno ao UFC

0
55

jacksonAbalado por lesões e exames antidoping positivos, o card do UFC 186 sofreu mais um desfalque importante. O lutador Quinton “Rampage” Jackson, ex-campeão peso-meio-pesado da organização, foi impedido de enfrentar o brasileiro Fábio Maldonado no torneio do próximo dia 25 de abril, em Montreal, Canadá. O Bellator, companhia de lutas de MMA rival do UFC pela qual Rampage estava contratado até o ano passado, conseguiu na noite de segunda-feira uma liminar para que o americano não se apresente no evento, de acordo com o site “MMA Fighting”.

Jackson assinou seu retorno ao Ultimate no final de 2014 após cerca de dois anos e três lutas com o Bellator. Na época, afirmou que a organização havia quebrado seu contrato por não promovê-lo corretamente, não cumprir promessas de oportunidades na indústria de entretenimento e não fornecer os números de vendas de pacotes de pay per view do Bellator 120, no qual o peso-meio-pesado foi um dos destaques. Segundo ele, essa quebra lhe garantia o direito de encerrar seu contrato e assinar com o UFC, onde lutou entre 2007 e 2013 e conquistou o cinturão.

O Bellator, todavia, nega ter quebrado os termos do contrato e pediu a liminar em março. Um de seus pedidos era que Rampage fosse impedido de lutar no UFC 186 contra Maldonado. A organização lançou um curto comunicado oficial após receber a liminar. “Nós estamos satisfeitos com a decisão do juiz e estamos ansiosos para ter Rampage lutando no Bellator novamente em breve”, diz o comunicado.

O UFC ainda não se pronunciou sobre o caso. Procurado pelo Combate.com, Fábio Maldonado não estava disponível imediatamente para comentar a notícia.

É mais um desfalque para um card que já sofreu perdas importantes desde que foi anunciado. Inicialmente, o UFC 186 teria como lutas principais a revanche entre TJ Dillashaw e Renan Barão pelo cinturão dos pesos-galos e um duelo entre o canadense Rory MacDonald, maior astro atual da organização no país, e Hector Lombard. Contudo, MacDonald foi retirado do card e promovido à disputa de cinturão dos pesos-meio-médios contra Robbie Lawler em julho após Lombard ser flagrado no exame antidoping de sua luta anterior, em janeiro. O Ultimate colocou outra luta valendo título, dos pesos-moscas, entre Demetrious Johnson e Kyoji Horiguchi, para compensar, mas esse combate acabou promovido a evento principal quando Dillashaw sofreu uma lesão na costela, o que causou o cancelamento de sua luta contra Barão.

Canal Combate