Peru revela rosto de múmia pré-Inca que viveu há 1.700 anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Múmia conhecida como La Señora de Cao foi encontrada em 2005 com objetos valiosos

O Peru revelou, em uma cerimônia no Museu de La Nación, em Lima, o rosto de uma antiga múmia matriarca pré-Inca. Acreditam que tenha governado o norte do Vale de Chicama, há cerca de 1.700 anos.

Usando a tecnologia forense 3D, os arqueólogos recriaram as características faciais a partir de restos mumificados e bem preservados. Os restos mostraram vestígios de tatuagens de aranha e cobra e, por isso, a matricarca recebeu o apelido de A Senhora Tatuada. Acredita-se que ela tenha morrido com idade entre 25 e 30 anos, depois de um parto.

“A tecnologia nos permite ver o rosto da governante político-religioso-cultural do passado”. Disse o ministro da Cultura Salvador del Solar. Em uma cerimônia na sede do ministério, que ocorreu antes que a réplica fosse revelada nesta terça-feira (5).

Uma equipe de 30 especialistas de diferentes campos de atuação e diferentes países trabalharam para recriar a imagem de La Señora de Cao. Que recebeu o nome de uma cidade próxima.

Os especialistas basearam-se na múmia bem preservada que incluía o crânio, a linha da testa, as maçãs do rosto e os dentes. Para estabelecer as características e também levaram em conta as fotografias dos moradores.

La Señora de Cao foi descoberta em 2005, enterrada junto com 100 quilos de relíquias funerárias e objetos valiosos. Embora os arqueólogos ainda não tenham evidências claras sobre seu papel entre a cultura Moche. Sua tumba indica que tenha sido governante ou membro de uma família importante.

Denuncias e Informações? Chat via WhatsApp