Patrocinador oficial de uniformes do UFC rescinde contrato com Jon Jones

0
54

Reebok rompe laços com lutador após Ultimate destituí-lo do cinturão por causa de papel em acidente de trânsito.

jonesDepois de perder o cinturão do UFC e ser retirado dos rankings da organização, o lutador americano Jon Jones sofreu mais um duro golpe na manhã desta quarta-feira. A Reebok, patrocinadora oficial do Ultimate, decidiu rescindir o contrato que havia firmado com o atleta no ano passado, de acordo com comunicado oficial enviado a diversos veículos de imprensa americanos. “Por conta dos eventos recentes, tomamos a decisão de encerrar nosso contrato com Jon Jones, efetivo imediatamente”, dizia o comunicado.

Jones havia assinado com a marca de roupas e acessórios esportivos em dezembro de 2014 e foi anunciado junto a Ronda Rousey, campeã peso-galo feminino, pouco depois de o UFC oficializar um acordo de exclusividade com a empresa para ser sua fornecedora de uniformes. Desde então, a marca assinou contratos de exclusividade com outros lutadores, como Anthony Pettis, Conor McGregor e Paige VanZant, entre outros.

O jornalista Darren Rovell, do site americano “ESPN”, foi o primeiro a publicar, em sua conta no Twitter, que a Reebok havia rompido contrato com Jones. É a segunda vez em menos de um ano que o ex-campeão dos pesos-meio-pesados tem seu contrato com uma grande marca de roupas e equipamento esportivo rescindido. Em setembro de 2014, ele foi dispensado pela Nike, que teria decidido encerrar seu investimento no MMA. A rescisão coincidiu com a repercussão negativa de uma briga entre Jon Jones e Daniel Cormier no lobby do hotel MGM Grand, durante evento promocional da luta entre os dois.

Combate.com