Mundo

Parlamentar britânica Jo Cox morre após ataque; homem é detido

Um homem foi detido, mas ainda não se sabe as circunstâncias do crime.

A parlamentar britânica Jo Cox, do Partido Trabalhista, morreu após ser baleada em um ataque nesta quinta-feira (16) em Birstall, perto de Leeds, na Inglaterra.  A notícia da morte foi divulgada pela polícia às agências AP e Reuters.

Vários veículos afirmaram que ela também foi apunhalada, segundo a agência “France Presse”. Um homem de 52 anos foi detido por suspeita de participar do ataque. Ainda não há informações sobre as circunstâncias do crime.

De acordo com a emissora de TV “BBC”, testemunhas disseram que Jo Cox ficou caída no chão após ser atingida. Ela tinha 41 anos, é casada e mãe de dois filhos.

Jo Cox foi eleita para o Parlamento para representar Batley e Spen, em Yorkshire, em maio de 2015, segundo a “CNN”. Antes de ser eleita, ela trabalhou para a organização internacional Oxfam, uma ONG que presta ajuda humanitária.

O primeiro-ministro inglês, David Cameron, disse estar preocupado com o ocorrido. “Nossos pensamentos e orações estão com Jo e sua família”, declarou no Twitter, já antes da morte ser divulgada.

Em sua página no Twitter, a parlamentar defendia a permanência do Reino Unido na União Europeia. “A imigração é uma preocupação legítima, mas não é uma boa razão para deixar a União Europeia”, afirmou.

Comentar

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta