Parentes cobram punição para motorista que matou 5 em acidente

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Vítimas estavam em um VW Fusca quando foram atingidos na GO-330.

Parentes das cinco pessoas da mesma família que morreram em um acidente na GO-330, em Campo Limpo de Goiás, querem que o caso não fique impune. Durante o enterro das vítimas, que aconteceu no domingo (24), em um cemitério de Anápolis, o sentimento de dor e revolta se misturavam. “É muita dor. A gente pede é mais justiça mesmo, não deixar o cara [condutor responsável pela colisão] impune. Ele tem que pagar pelo crime que cometeu”, disse o horticultor Edimar Pereira.

As vítimas viajavam em um VW Fusca e iam pescar em uma chácara. De acordo com Polícia Rodoviária Estadual, um motorista de 23 anos que seguia em um VW Fox no sentido contrário invadiu a pista e colidiu contra o veículo da família. Em seguida, o Fox ainda atingiu um Chevrolet Classic, que estava atrás do Fusca.

Todos os ocupantes do Fusca morreram no local do acidente. Segundo peritos do Instituto Médico Legal, o veículo era conduzido por um homem de 54 anos. A mulher dele, de 44, viajava no banco da frente. No assento traseiro estavam a filha do casal, de 23 anos, o marido dela, de 24, e o filho deles, de 2 anos.

O condutor do Fox foi levado ao Hospital Municipal de Anápolis. Após avaliação, a equipe médica o liberou. No entanto, ele foi preso em flagrante.

Segundo o registro da Polícia Civil, policiais rodoviários informaram que ele não soprou o bafômetro, mas só de aproximar a boca junto ao equipamento, ele constatou 0,22 miligramas de álcool por litro de ar expelido. Uma testemunha ainda relatou que o jovem dirigia em zigue-zague e em alta velocidade. Por esses motivos, o motorista responderá por homicídio doloso.

Para os familiares das cinco vítimas, o condutor que provocou o acidente tem que continuar preso. “Que a justiça da Terra seja feita, que ele não fique solto para cometer outros crimes como ele fez tirando essas cinco vidas”, disse a diarista Eliana de Fátima Oliveira.

G1

Notícia postada em  

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e nosso Termos de Uso, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.