Pablo Vittar elogia Bolsa Família e o MST e anuncia apoio a Lula

Da Redação
16/12/2021 - 12:26
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Pablo Vittar elogia Bolsa Família e o MST e anuncia apoio a Lula

A cantora Pabllo Vittar contou, em entrevista concedida ao UOL para divulgar seu novo trabalho, I AM PABLLO, que os programas sociais criados no governo Lula foram essenciais para sua família. “(Lula) não sabe, mas ele fez parte da minha infância, da minha vida. Cresci com Bolsa Família, cresci no MST, cresci com a ajuda de vários projetos que só ele proporcionou para nós, não só do Nordeste, mas do Brasil inteiro”, disse.

Pabllo, que nasceu no Maranhão e, com a mãe e as irmãs, viveu em um assentamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra em Minas Gerais, não escondeu a confiança que tem na capacidade de Lula de conduzir a reconstrução do país.

“Ele é uma referência para mim. Acredito muito na mudança positiva que ele pode fazer. Ele vem aí, com muita fé. Desejo muita sabedoria. E ele vai estar lá, se Deus quiser. Isso é uma afirmação, não é uma pergunta”, afirmou a cantora, que já sonha com um novo governo Lula em 2023. “Sobre estar na posse do Lula, se Deus quiser eu estarei. Quero receber o convite e cantarei com um belo vestido vermelho do lado de Lula.”

“Vamos sair desse buraco infernal” 

Ícone do movimento LGBTQIA+, Pabllo disse ser alvo de muitos ataques e não se ilude com a esperança de que eles parem em 2022. Pelo contrário, segundo a cantora, eles devem se intensificar, pois são estimulados pelo atual governo.

“Aconteceram e, com certeza, ainda vão acontecer muitos outros, porque o governo usa isso de arma para se promover. Mas eu não tenho medo porque, no ano vem que vem, é Lula. Estou muito feliz porque vamos sair deste buraco infernal”, previu.

Ela também disse que os artistas devem se posicionar em favor da mudança. “Um artista se posicionar é mais que um dever, por conta de toda a plataforma que a gente tem, o tamanho da voz que a gente tem e toda a influência que exercemos sobre as pessoas. Acho muito importante a gente falar sobre todas essas causas. Vamos conversar com nossos fãs, com as pessoas que gostam da gente e que vão poder mudar esse cenário junto com a gente”, defendeu.