Obras na Avenida São Paulo chegam à fase final

Construção de novo bueiro passa pelo período de cura, ou seja, secagem do concreto, para depois receber a terraplanagem e pavimentação da ponte.

bueiroAs obras de construção do bueiro celular na Avenida São Paulo estão na fase final. De acordo com o Secretário de Infraestrutura de Aparecida de Goiânia, Mário Vilela, no último sábado (19), foram finalizadas as obras do bueiro e agora o concreto passa pela fase de cura ou secagem, para no início do mês de agosto serem iniciadas as obras de pavimentação do local.

“O concreto necessita de 21 dias para secar totalmente e aguentar o processo de terraplanagem e pavimentação. Neste período continuaremos com as obras de implementação dos gabiões, que são estruturas armadas e flexíveis para drenagem da água e o aterramento das laterais do bueiro”, explica o secretário.

A expectativa da prefeitura é de que até a segunda quinzena de agosto as obras sejam finalizadas e a pista liberada para o tráfego normal de veículos. O cronograma inicial previa a liberação da pista em julho, mas segundo o secretário, choveu muito no mês de abril, o que atrasou o andamento dos trabalhos.

“Tivemos chuvas constantes no mês de abril, por isso o cronograma de execução da obra foi afetado. Mas afirmamos que até meados de Agosto estaremos liberando a pista para o tráfego. Esta é uma obra importante para a cidade e estamos em cima para que seja concluída dentro do prazo e não afete mais a vida de moradores e comerciantes”, afirma Mário Vilela.

A obra, no valor de R$ 1,5 milhão, foi iniciada no dia 08 de abril. O bueiro celular triplo em concreto armado substituirá o antigo bueiro existente no local que havia cedido com a força das chuvas de dezembro de 2013. As células do bueiro terão três metros quadrados cada uma, que dará maior vazão à água do córrego, principalmente no período chuvoso. O bueiro possuirá 35 metros de comprimento e 9,8 metros de largura.

Histórico – No final de dezembro de 2013, parte da pista da Avenida São Paulo sobre o Córrego Almeida cedeu e foi interditada pela prefeitura. O trânsito ficou em meia pista desde então. As obras de reconstrução do bueiro celular foram iniciadas em março deste ano e a previsão inicial era de que fosse feita em etapas, reconstruindo a parte do bueiro na via que havia sido interdita e então passando para a outra pista.

Com a intensidade das chuvas no mês de março a prefeitura preferiu interditar totalmente o trecho que corresponde cerca de 200 metros da via, e assim a obra foi retomada e passou a ser executada integralmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios