Objetos do cantor Leandro e de Pedro Leonardo atraem fiéis em Trindade

quadroFiéis que participam da Romaria do Divino Pai Eterno, em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia, aproveitam a visita ao Santuário Basílica do Divino Pai Eterno para matar saudades do cantor sertanejo Leandro, que morreu em junho de 1998. A chamada “Sala dos Milagres” guarda objetos deixados pela família do músico, que retratam a carreira e luta contra o câncer. No mesmo espaço, os visitantes também podem ver roupas usadas por Pedro Dantas Leonardo, sobrinho de Leandro e filho de Leonardo, durante um acidente automobilístico em abril de 2002.

Leandro morreu após lutar dois meses contra um câncer raro na região do tórax, aos 36 anos, no dia 23 de junho de 1998. Ele estava internado em um hospital na cidade de São Paulo, quando sofreu uma falência múltipla dos órgãos.

Entre os itens de Leandro expostos na Sala dos Milagres, estão um violão, sapatos, um terno, além de fotos, um quadro, CDs e um disco de ouro, obtido com o sucesso pela dupla com o irmão Leonardo. “Os objetos foram deixados aqui pouco tempo depois da morte do cantor, pela própria família dele, que é muito devota do Divino Pai Eterno. Desde então, é um ponto muito procurado por fãs”, afirmou ao G1 o coordenador da Sala dos Milagres, Rosimar José da Silva.

Para o operador de empilhadeiras Marcos José da Silva, 36 anos, que ainda coleciona CDs da dupla Leandro e Leonardo, observar os objetos é uma forma de amenizar a saudade. “A música é muito boa e sou fã até hoje. Continuo acompanhando o Leonardo, então é bom poder relembrar do Leandro no Santuário, que é um ambiente de fé”, destacou.

Pedro Leonardo
No mesmo espaço, logo ao lado dos pertences do tio, estão as roupas usadas por Pedro Leonardo, que sofreu um acidente de carro quando voltava de um show em Uberlândia (MG). Ele conduzia um Kia Picanto pela MGC-452, na altura do município de Tupaciguara, próximo à divisa entre Minas Gerais e Goiás.

Pedro foi levado para um Hospital de Itumbiara, a 142 quilômetros de Goiânia, onde recebeu os primeiros socorros e passou por cirurgia para reconstituição do baço. Posteriormente, o cantor foi encaminhado para a capital goiana, onde seguiu internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até ser transferido para a capital paulista, no dia 26 do mesmo mês. Ele teve alta do Hospital Sírio-Libanês no dia 9 de julho, após 81 dias internado, dos quais 30 permaneceu em coma.

As roupas de Pedro Leonardo foram deixadas na Sala dos Milagres na semana passada. “A avó dele esteve aqui, colocou mais alguns objetos do Leandro e também deixou as roupas do neto. Ela disse que era mais uma forma de agradecer ao Divino Pai Eterno sobre a graça alcançada, pois ele sobreviveu ao acidente”, relatou Rosimar.

A Sala dos Milagres funciona todos os dias, das 8h às 20h, e pode ser visitada por todos os fiéis.

Romaria
A Festa do Divino Pai Eterno começou nesta sexta-feira e vai até o dia 6 de julho, na cidade considerada como a ‘capital da fé’. A organização estima que 2,5 milhões de pessoas participem do evento, que tem uma extensa programação.

Durante esse período, milhares de romeiros percorrem a pé os 18 quilômetros entre Trindade e Goiânia pela GO-060, conhecida como Rodovia dos Romeiros. A maioria deles faz o trajeto em uma Via Sacra para pagar promessas e agradecer graças alcançadas.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock Detected

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios