Nova picape Renault Alaskan é revelada. Chega ao Brasil em 2018

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Picape de uma tonelada será vendida primeiro na América do Sul, ainda em 2016, vinda do México e Espanha

A Renault apresenta a versão de produção da picape Alaskan, sua nova caminhonete média com capacidade de carga de 1 tonelada. Fabricada sobre a mesma plataforma daNissan Frontier e da futura picape da Mercedes-Benz, a Alaskan já está confirmada para o Brasil, mas apenas para 2018. Isso porque irá aguardar a produção na Argentina, prevista para 2017, conforme apurou a reportagem de iG Carros.

Ao contrário do que acontece muito no mundo automotivo, a Renault Alaskan manteve muito das linhas do protótipo. Toda a frente segue a linguagem de design atual da marca, com a grade cromada integrada aos faróis. É o que mais diferencia a picape, pois a traseira é idêntica à nova geração da Nissan Frontier (ainda inédita no Brasil), só tem um vinco diferente em volta do símbolo da Nissan, que remete ao novo design em V usado na frente dos carros da marca.

A traseira igual já sinaliza um grande problema que a Alaskan terá quando chegar ao Brasil: sua semelhança com a Frontier. O interior é ainda pior. Volante multifuncional, central multimídia, posição e formato dos botões e das saídas de ar. Não é cópia, apenas tiraram o logo da Nissan e colocaram o losango da Renault. O que irá fazer o cliente escolher é o design da frente, diferenças de equipamentos e possíveis ofertas especiais.

Até mesmo os motores são iguais. Começando pelo 2.3 dCi biturbo diesel de 190 cv, recém-lançado na Europa para a Frontier (lá conhecida como NP300 Navara), passando pelo 2.5 turbodiesel, nas configurações de 160 cv e 190 cv. A opção a gasolina é o 2.5 de 160 cv. Todos podem ser combinados a um câmbio manual de seis marchas ou automático de sete velocidades, e com tração traseira ou tração nas quatro rodas.

As vendas começam na Colômbia ainda este ano, com a picape vinda de Cuernavaca (México) e Barcelona (Espanha). Em seguida irá para outros países da América do Sul, exceto Argentina e Brasil. Isso porque a caminhonete será feita no complexo em Córdoba (Argentina) em 2017. Procurada por iG Carros, a Renault confirma que a Alaskan chega ao Brasil apenas em 2018, importada da Argentina.

IG

Notícia postada em  

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e nosso Termos de Uso, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.