Aparecida de Goiânia, sexta-feira, 17 de setembro de 2021
Olimpíadas

Na raça, Brasil vence a França no vôlei

Redação
1 de agosto de 2021

Enfrentando a França, a seleção brasileira fez uma apresentação sólida e conquistou a vitória por 3 sets a 2, parciais de 25/22, 37/39, 25/17, 21/25 e 20/18.

Com a vitória, o Brasil encerra a primeira fase do vôlei masculino em Tóquio com quatro vitórias e uma derrota. A equipe espera agora a definição da sua colocação com os restantes das partidas. Atual segundo colocado do grupo B, ainda há uma remota chance de o time de Renan Dal Zotto terminar na liderança do grupo B. Para isso, porém, a Rússia precisaria perder para a Tunísia, lanterna da chave.

Caso o time realmente fecha na segunda colocação, o Brasil encara o terceiro colocado do grupo A, que também está embolada e indefinida. O adversário seria Japão ou Irã, que se enfrentam ainda neste domingo.

O jogo

O primeiro set foi de domínio brasileiro. Com um ataque bastante eficiente e um bloqueio arrasador, não demorou para que o Brasil abrisse três pontos de vantagem nos rivais franceses. Por mais que a França tentasse responder, a seleção brasileira administrou muito bem a partida com a dianteira no placar graças aos muitos erros de saque dos rivais e belíssima atuação de Lucarelli e Bruninho.

Histórico. Esta pode ser a definição para a partida que fechou a sua primeira fase do Brasil na disputa do vôlei masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Enfrentando a França, a seleção brasileira fez uma apresentação sólida e conquistou a vitória por 3 sets a 2, parciais de 25/22, 37/39, 25/17, 21/25 e 20/18.

O confronto foi emocionante do começo ao fim. Com uma bela atuação na defesa, sobretudo nos bloqueios, que renderam 15 pontos para o Brasil no jogo, e ótimos brilhos individuais durante todo o duelo, a seleção brasileira conquistou a sua quarta vitória na atual edição dos Jogos Olímpicos.

+Tudo sobre vôlei masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Quatro atletas do Brasil pontuaram cima das duas casas decimais. Wallace liderou a pontuação com 23 bolas no chão, mas foi acompanhado de perto por Lucarelli, com 21, Leal, com 20, e Lucão, 19. Vale destacar ainda as belas atuações de Bruninho e Thalles. Pelo lado francês, o grande nome foi Ngapeth, que anotou incríveis 29 pontos.

Brasil vence a França em jogaço de cinco sets (Divulgação/FIVB)

Com a vitória, o Brasil encerra a primeira fase do vôlei masculino em Tóquio com quatro vitórias e uma derrota. A equipe espera agora a definição da sua colocação com os restantes das partidas. Atual segundo colocado do grupo B, ainda há uma remota chance de o time de Renan Dal Zotto terminar na liderança do grupo B. Para isso, porém, a Rússia precisaria perder para a Tunísia, lanterna da chave.

Caso o time realmente fecha na segunda colocação, o Brasil encara o terceiro colocado do grupo A, que também está embolada e indefinida. O adversário seria Japão ou Irã, que se enfrentam ainda neste domingo.

O jogo

O primeiro set foi de domínio brasileiro. Com um ataque bastante eficiente e um bloqueio arrasador, não demorou para que o Brasil abrisse três pontos de vantagem nos rivais franceses. Por mais que a França tentasse responder, a seleção brasileira administrou muito bem a partida com a dianteira no placar graças aos muitos erros de saque dos rivais e belíssima atuação de Lucarelli e Bruninho.

Brasil x França vôlei masculino Jogos Olímpicos de Tóquio
Brasil agora aguarda adversário das quartas de final (Divulgação/FIVB)

A segunda parcial foi mais equilibrada. Errando menos, a equipe francesa viu Ngapeth chamar a responsabilidade no ataque e equilibrou o duelo. Mesmo abrindo três pontos de vantagem já na reta final do set, o Brasil foi buscar a diferença e igualou a pontuação. No momento decisivo da parcial, os dois times desperdiçaram muitas oportunidades para fechar o set, o que acontece apenas na 11ª oportunidade para a França.

O domínio brasileiro voltou a aparecer no terceiro set. Com Lucão inspiradíssimo na rede e Lucarelli fazendo uma partidaça na defesa e no ataque, o Brasil rapidamente abriu uma enorme vantagem no set. Com um time bastante experiente, a seleção brasileira administrou bem a diferença e fechou a parcial sem maiores problemas.

O quarto set foi novamente francês. Mesmo começando melhor, o Brasil cometeu muitos erros na parcial e sofreu nas mãos de Ngapeth, que fez uma belíssima atuação e fez a França fechar a parcial e empatar a partida novamente.

O tie-break manteve o altíssimo nível que acompanhou toda a partida. O Brasil começou melhor com Leal e Wallace convertendo os ataques, no entanto a França foi buscar e conseguiu se aproximar no placar após o bloqueio francês funcionar duas vezes na sequência.

Com informações do OTD

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram