Na luta pela liderança, Internacional visita o Goiás no Serra Dourada

0
38

goiasO Internacional pode fechar o sábado na liderança do Campeonato Brasileiro. Com 28 pontos, o time do técnico Abel Braga pode ultrapassar o líder Cruzeiro, que joga neste domingo, e tem 30. A tarefa, porém, não será simples: para dormir líder, o Internacional precisa vencer o Goiás, necessitando de recuperação na tabela, no Estádio Serra Dourada. O jogo tem início marcado para as 18h30, horário de Brasília.

A fase do Inter é ótima no Brasileirão. A equipe vem de quatro vitórias consecutivas, nas quais não sofreu sequer um gol. Depois de golear o Flamengo, bateu Bahia, Santos e o rival Grêmio, este por 2 a 0, no último domingo. A ótima sequência de resultados fez o time gaúcho ultrapassar equipes como Corinthians e Fluminense e ficar pertinho do líder Cruzeiro, fixando-se como seu principal perseguidor neste momento.

A ordem no time é não deixar a desclassificação na Copa do Brasil atrapalhar os planos ambiciosos que a equipe tem para o Brasileirão. Na quarta-feira, o time foi sem cinco titulares a Fortaleza e levou 3 a 1 do Ceará, caindo fora após duas derrotas para o adversário. A necessidade de ir bem no certame nacional aumentou, segundo avaliação interna.

“Aumentou a nossa responsabilidade no Brasileiro, mas, da mesma maneira em que procuramos ter um discurso tranquilo nas vitórias, não podemos fazer terra arrasada na derrota”, analisa o vice de futebol Marcelo Medeiros. “O Ceará foi melhor aqui e em Porto Alegre. Não temos como reclamar de nada”, reconheceu o técnico Abel Braga.

Dos jogadores que não foram ao Castelão, Willians é desfalque certo para Goiânia – Ygor é o favorito para substituí-lo, apesar da má atuação na Arena Castelão. D’Alessandro, Alex e Juan, poupados do jogo de Fortaleza, devem retornar. Wellington, alijado do jogo de quarta por questões legais, também. O lateral-direito Wellington Silva está fora, por lesão, e segue dando lugar a Cláudio Winck. Na zaga, Ernando tomou o lugar de Paulão e é o novo titular da função.

Ocupante dos primeiros lugares no começo do Brasileiro, o Goiás caiu de rendimento na volta da Copa do Mundo. Hoje na 10ª colocação, com 20 pontos, o time tem o pior ataque do campeonato, com apenas nove gols marcados em 14 jogos. Nas últimas sete partidas que disputou, a equipe só foi às redes na vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo, em Goiânia. Diante de Vitória, Coritiba, Grêmio, Sport, Fluminense e Bahia, não marcou nenhum gol.

Contra o Internacional, o Goiás iniciará uma sequência duríssima, em que defrontará os três primeiros colocados – a equipe tem pela frente Corinthians e Cruzeiro após o jogo deste sábado. Apesar das dificuldades óbvias destes próximos jogos, o atacante Érik vê pontos positivos na série complicada que a tabela reserva ao time esmeraldino.

“Essa sequência é muito boa. Pode ser o momento de dar a volta por cima e espantar esse clima ruim que surgiu com essas duas últimas derrotas. Como são equipes que brigam pelo título, ganhar deles pode dar moral”, explicou.

Para a partida deste sábado, o zagueiro Jackson, emprestado pelo Inter, não atuará por questões contratuais, e deverá ser substituído por Valmir Lucas. O volante David, porém, volta de suspensão – Rodrigo deve voltar para o banco de reservas. O atacante Samuel, ex-Fluminense, já teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF e poderá fazer sua estreia.

Antes da partida, o Goiás fará uma homenagem a Fernandão, jogador formado no clube. Ídolo tanto dos goianos quanto do Internacional, clube pelo qual foi campeão da Libertadores e do mundo, o ex-atacante morreu em um acidente de helicóptero, em junho, aos 36 anos.

IG