Música gospel abre Aparecida é Show

Da Redação
06/05/2022 - 07:10
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Música gospel abre Aparecida é Show

Noite de abertura do evento, que comemora agora o primeiro centenário da cidade, emocionou o público com shows de ícones da cena cristã, como Jessé Aguiar e Isadora Pompeo

Uma noite para celebrar a vida. Foi essa a tônica dos shows gospels na abertura do festival Aparecida é Show, que retornou após uma pausa de dois anos, por causa da pandemia, comemorando agora o aniversário de 100 anos da cidade. O público compareceu em peso.

No dia dedicado à música cristã, as bandas e cantores embalaram o público com canções que exaltavam a vida, o amor, o perdão e a fé em Deus. As principais atrações foram Jessé Aguiar e Isadora Pompeo, considerada uma das artistas mais influentes da música gospel.

Eles abriram o Aparecida é Show numa edição especial, a edição do renascimento, conforme cravou o prefeito Vilmar Mariano, ao lado da primeira-dama, Sulnara Santana. “Esse Aparecida é Show será um marco na retomada das nossas vidas após essa pandemia”, disse.

Segundo o prefeito, a expectativa deste ano é de casa cheia. O secretário municipal de Cultura, Avelino Marinho, estimou um público de 350 mil pessoas que devem participar do festival até terça-feira (10), no show de Gusttavo Lima, no encerramento da festa.

Avelino ressaltou que o Aparecida é Show volta num contexto de retomada, após dias de incerteza na pandemia. Com olhos marejados e a voz embargada, o secretário se emocionou ao apontar o legado que esta edição dos 100 anos deixará para as próximas gerações.

“Nós estarmos aqui comemorando o centenário é a vida. Foi Deus que nos proporcionou esse momento tão especial, porque, há dois anos, nunca imaginaríamos estarmos aqui podendo ficar juntos novamente”, comentou o secretário Avelino.

Prata da casa, Jessé Aguiar volta a Aparecida como expoente na música gospel nacional – Foto: Enio Medeiros

O ex-prefeito Gustavo Mendanha também participou desta noite de abertura. Acompanhado pelo prefeito Vilmar Mariano, por vereadores, secretários municipais e ex-prefeitos, Gustavo pontuou o desenvolvimento de Aparecida ao longo deste primeiro centenário. Ele analisou que o município assumiu, nas últimas décadas, um novo perfil socioeconômico.

“A cidade, que tinha uma série de problemas, hoje é uma cidade autônoma, universitária, uma cidade que tem saúde, educação, e tem uma das maiores festas do nosso país”, resumiu Gustavo. Ele parabenizou o prefeito Vilmar Mariano pela realização do festival.

Espectador cativo do Aparecida é Show, o churrasqueiro José Rocha Mano celebrou o retorno do mais tradicional evento cultural público da cidade. “É bom demais depois de dois anos voltar à normalidade, gerando emprego pra muita gente que está aqui dentro. Só tenho a agradecer a todos”, declarou Mano, que mora no setor Expansul.

Mensagem para o público

Depois da apresentação de artistas locais, de atos proféticos, de palavra ministrada pela secretária de Assistência Social, Mayara Mendanha, e de um animado show do cantor Jessé Aguiar, a plateia pulou e dançou ao som de Isadora Pompeo.

Público orou pelas autoridades, incluindo o prefeito Vilmar e o ex-prefeito Gustavo Mendanha – Foto: Enio Medeiros

Antes do show, a artista revelou que havia preparado para os aparecidenses músicas que alertam para o cuidado com a saúde emocional. “Acredito que Jesus trabalha muito isso comigo. É o meu testemunho, eu venci uma depressão, venci crise do pânico. Eu prego sobre isso; essa é a mensagem que eu vim trazer aqui hoje”, finalizou Izadora.