Menor é vitima de latrocinio dentro de ônibus do Eixo Anhanguera, em Goianira

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Eduardo Vieira, 16, levou um tiro na cabeça ao recusar entregar o boné a assaltantes.

O estudante Eduardo de Jesus Vieira, de 16 anos, foi morto após ser baleado durante uma tentativa de assalto dentro de um ônibus do Eixo Anhanguera, na terça-feira (10), em Goianira, Região Metropolitana de Goiânia. Segundo a Polícia Militar, após o tiro houve um tumulto no veículo e dois passageiros foram pisoteados. O adolescente foi encaminhado ao hospital municipal da cidade, mas não resistiu ao ferimento. Os outros dois passageiros foram socorridos com ferimentos leves.

De acordo com a PM, o crime aconteceu às 22h30, quando dois homens, um deles armado, entraram no ônibus no pontodo Residencial Triunfo. Testemunhas disseram aos policiais que os criminosos se aproximaram da vítima e anunciaram um assalto pedindo o boné do adolescente. Eduardo se recusou a entregar o boné que usava e foi baleado na cabeça.

Após o crime, o motorista tirou o veículo da linha e foi até o hospital para levar as vítimas. Eduardo morreu minutos depois de chegar no hospital, após passar pela sala de reanimação.

Depois disso, de acordo com a polícia, os criminosos desceram do ônibus e correram a pé pela GO-070. Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso.

Em nota, a Metrobus, responsável pelo Eixo Anhanguera, diz que “tomou as providências cabíveis de acionar o socorro e prestou a assistência necessária no momento do ocorrido à vítima, que reagiu ao assalto e morreu a caminho do hospital. O caso já foi encaminhado à polícia, responsável pela segurança pública. Caso seja necessário, a Metrobus poderá ajudar para com as investigações”.

A Metrobus ressaltou que segue “trabalhando com vigilantes nas plataformas e terminais e continua com a parceria com a Guarda Civil Metropolitana”.

G1

Notícia postada em  

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e nosso Termos de Uso, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.