Maurílio morre de problemas pulmonares, mas é vítima de fake news

Da Redação
30/12/2021 - 02:00
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Linkedin
  • Compartilhe no Telegram
  • Compartilhe no WhatsApp

Maurílio morre de problemas pulmonares, mas é vítima de fake news

Filho do presidente associou de forma errônea a condição do artista, que morreu nesta quarta (29) de tromboembolismo pulmonar, à vacina contra a Covid-19

O artista, que fazia dupla com a cantora Luiza, passou mal durante o show de gravação de um DVD e foi levado para um hospital da capital goiana.

O falecimento foi confirmado pela assessoria dos cantores. Maurílio tinha 28 anos. Pelas redes sociais, cantores sertanejos lamentaram a morte de Maurílio. 

Ainda não foram divulgadas informações sobre o velório e o enterro do corpo do cantor. 

Fake news

Maurílio faleceu devido a um tromboembolismo pulmonar que levou a três paradas cardíacas. O sertanejo foi vítima de fake news do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que fez uma publicação nas redes sociais associando erroneamente a condição do cantor à vacina contra a Covid-19.

Maurílio estava internado desde o dia 15 de dezembro, quando descobriu a doença. De acordo com o último boletim médico, o cantor já apresentava uma piora no quadro clínico nas últimas 12 horas.

No Twitter , mesmo com a ausência de provas, o filho do presidente Jair Bolsonaro (PL) fez uma associação falsa entre a vacina da Covid e o estado de saúde de Maurílio, que já havia recebido duas doses do imunizante.

No post, o parlamentar colocou uma foto do cantor tomando a segunda dose da vacina, em 17 de dezembro, ao lado da notícia de que o artista havia sofrido uma parada cardíaca.