Matrículas na rede de ensino de Aparecida se estendem até o dia 15 de janeiro

0
124

O período de matrículas para alunos novatos da rede pública municipal de ensino de Aparecida de Goiânia foi iniciado nesta terça-feira (05). As inscrições devem ser realizadas pelo telefone 0800 607 0040 ou pelo site disponibilizado pela prefeitura, Telematricula 2016. As inscrições ficarão abertas até o dia 15 de janeiro e precisam ser confirmadas pessoalmente nas unidades escolares até o dia 27. Ao todo, estão sendo disponibilizadas 11.860 novas vagas, sendo 10.060 para Ensino Fundamental e 1,8 mil para Educação Infantil.




“Hoje no Ensino Fundamental temos mais vagas do que demanda. No ano passado 1,5 vagas ficaram ociosas porque reformamos e ampliamos todas as escolas. No caso da Educação Infantil, não só em Aparecida mas em todo o país, ainda não é possível atender a todos, mas o município está fazendo um esforço muito grande. Preenchidas as 1,8 mil vagas iniciais, vamos gerar um cadastro de reservas, até pra saber qual é a demanda realmente existente, e essas crianças serão atendidas à medida em que colocarmos em funcionamento os novos Cmeis”, explicou o secretário de Educação, Domingos Pereira, durante entrevista coletiva para orientar os pais sobre o processo de matrículas.

Segundo o cronograma de obras da Secretaria Municipal de Educação (SME), nove Cmeis serão inaugurados ainda no primeiro semestre deste ano nos setores: Vila Maria, Primavera, Cândido de Queiroz, Marista Sul, Internacional Park, Retiro do Bosque, Village Garavelo, Residencial Araguaia, Parque Trindade II. “Até o final deste ano, totalizaremos 50 unidades de Educação Infantil, sendo que em 2009, quando o prefeito Maguito Vilela assumiu, a cidade contava com apenas 7. Nenhum município no Brasil construiu tanto Cmei quanto Aparecida”, enfatizou o secretário.

Hoje, a rede municipal de ensino é composta por 60 escolas de Ensino Fundamental e 19 Cmeis. Em 2015, 35 mil alunos estavam matriculados, mas ao final do processo de inscrições dos novatos esse número deve ser ampliado. Além da demanda natural de qualquer cidade, com o aumento da população, outro fator recente apontado pelo secretário para o aumento do número de alunos na rede pública de Aparecida é a migração de crianças de berçários e escolas particulares.

“A migração de crianças da rede particular para a rede pública é pela qualidade de ensino oferecido. Nós temos tido uma migração grande para as nossas unidades, onde os pais observam que a qualidade do atendimento é melhor. Estamos fazendo um esforço muito grande para continuar garantindo vagas e essa qualidade”, reiterou Domingos Pereira.

Matrículas informatizadas desde 2013

Desde 2013, as matrículas das crianças que ainda não estudam na rede pública de Aparecida são feitas pelo telefone e pela internet. “O grande problema é que quando inicia o período, todo mundo liga imediatamente e às vezes ocorre um certo congestionamento Mas estamos tomando todas as providências para sanar esses problemas técnicos e dar  possibilidade das famílias colocarem seus filhos na escola”, explicou o secretário.

O prazo se encerra apenas no dia 15, portanto, as pessoas podem procurar horários alternativos para evitar lentidão no sistema. Segundo o secretário, nos dois últimos anos, cerca de 90% das inscrições foram realizadas pela internet, e não pelo telefone. “Hoje todos tem acesso à internet, lan hauses e as unidades escolares também estão abertas aos pais para utilizarem nossos laboratórios de informática e internet”, informou. O site da prefeitura também pode ser acessado de qualquer aparelho celular com tecnologia IOS ou android que esteja conectado à internet. Mas a ligação para o 0800 só pode ser efetuada por aparelho de telefone fixo ou público.

CONFIRMAÇÃO – Após a inscrição pelo site ou pelo telefone, o pai ou responsável da criança inscrita deve confirmar a matrícula na unidade escolar escolhida. “Ao concluir a inscrição ele vai imprimir um comprovante contendo todas as informações necessárias à confirmação da matrícula. Para realizar a inscrição é importante também ter em mãos a certidão de nascimento da criança, o cartão da vacina caso a criança tenha, um comprovante de endereço e também um documento do responsável pela criança”, completou Domingos Pereira.

SecomAp