Aparecida de Goiânia, quarta-feira, 22 de setembro de 2021
Artigo

Marketing sensorial, por Vivian Perpétuo

Redação
5 de julho de 2021

Primeiro, para entender sobre o Marketing Sensorial é importante que você saiba que ele surgiu através do Neuromarketing.

O neuromarketing com o estudo da neurociência entendeu que 85% das nossas tomadas de decisões são tomadas através do nosso inconsciente.

O marketing através deste estudo percebeu que se tomamos decisões através do nosso inconsciente resolveram fazer testes e análise através dos estímulos e reações do nosso corpo como influenciam nossas decisões. 

O que é Marketing Sensorial

O marketing sensorial é uma estratégia concebida para estimular os cinco sentidos do corpo humano. São eles: tato, olfato, paladar, visão e audição. Portanto, cada um deles contribui para criar um clima de vendas perfeito e formar um funil com foco na subjetividade.

Ele é baseado nos 5 sentidos, não somente para sermos lembrados, mas como ficamos no inconsciente de que irá consumir nossos produtos e serviços.

Somos guiados pelos nossos 5 sentidos e como ser guiados pelas boas sensações.

E isto, não é somente para o que falamos, mas pelo que mostramos.

Tem lugares que adoramos estar ou não e isto muitas vezes não tem nada haver com o local e sim os estímulos sensoriais nos causou.

Somos muito bons em captar sentimentos  e sensações. Isto é super automático. Nós captamos as linguagens e micro expressões das pessoas sejam elas corporal ou facial.

Vamos ao sentidos um a um.

Visão

Dentro do visual é importante prestar a atenção com a ambientação e também claro, com a cores.

Cores mais quentes chamam mais atenção, transmitem a ideia de aconchego, alegria, chamam a atenção e comunicam  uma atmosfera calorosa, informal e confortável.

Já as cores mais frias proporcionam um ambiente de tranquilidade, propício para situações de compra de alto de alto envolvimento, que exigem um maior tempo de escolha. Comunicando um sentimento de formalismo e racionalidade.

As luzes são trabalhadas junto com as cores e também com o próprio layout e ambientação.

E, tudo isto também tem haver com o ticket médio aplicado pelo local.

A Psicologia das Cores ajuda muito para que você saiba o que você quer transmitir para seu cliente.

Outro ponto é a iluminação, pois ela trará um ponto de destaque para seus produtos e o ambiente. E não importa o tipo de local. Se você é lojista, você sabe qual o impacto das vendas que traz uma boa iluminação no seu provador?

Tudo faz diferença no visual do seu ambiente: cores, iluminação, texturas e embalagens.

Olfato

Este é um sentido muito atrofiado, sabia?

Porém, alguns cheiros nos transmitem memórias boas ou ruins muito fortes. Eles nos levam para uma memória afetiva muito forte.

Um exemplo muito interessante é de uma corretora de imóveis nos Estados Unidos, recordista em vendas, durante a abertura da casa para visitação ela assa um bolo na casa. Quando as pessoas entram na casa já vem a memória afetiva e faz ela se sentir já na sua própria casa.

Estudos da Universidade de Rockefeller (Nova York) revelam que o ser humano é capaz de se lembrar de 35% dos odores que sente.

O odor (aroma) influencia na atmosfera na loja. Em um supermercado, por exemplo, o apetitoso cheiro de bolo ou pão estimula o apetite e cria a sensação de aconchego.

O que você demonstra com sua marca?

Outro ponto da pesquisa da Universidade de Rockefeller é que as fragrâncias aumentam a probabilidade de compra em até 15%.

Tem lojas que a gente sente o cheiro já vem a lembrança da loja. Assim, como cheiro de pipoca no cinema, que não é somente o cheiro em si da pipoca mas é colocado fragrância de pipoca até nos banheiros do cinema para te levar a comprar a pipoca.

Como você escolhe o cheiro da sua marca? O que você quer transmitir com este cheiro? Que tipo de clientes você quer atrair? Ou se pergunta, será que a fragrância do meu local está atraindo ou repelindo clientes. Se você envia produtos para casa das pessoas você borrifa alguma fragrância? Será que está agradando seu cliente?

As fragrâncias podem ser para ambientes, objetos, roupas. Todos precisam, claro, ter pesquisa.

Tato

Este é bem importante para quem tem produto físico.

Porém, fazer fotos dos seus produtos em uma mesa de madeira, tecidos de lã e tecidos de seda faz toda diferença. Eu mesma, quando está muito calor, não consigo pensar em ver uma roupa de lã que me dá aflição por conta do calor.

No seu espaço permita que os clientes possam tocar nas peças.

Há estudos também de que quando o cliente faz um teste drive no carro e sente o banco, o toque do volante aumenta o percentual de compra.

Lojas onde os clientes podem testar os produtos aumentam consideravelmente as compras, pois faz a compra ser mais assertiva.

Audição

Não é somente sobre o conteúdo que você fala, mas também sobre o seu timbre de voz.

No ponto de venda, tome cuidado com o tipo de música. Na verdade, coloque uma música conforme seu público.

Dependendo do tipo de música serve para vários fatores: estimular os colaboradores, deixar mais tempo ou não seu cliente no seu PDV e dar forma para seu branding.

Tem ambientes corporativos hoje que tem sua própria rádio. O importante é tomar cuidado sabendo que a regra precisa do e-cad.

Paladar

Não tem a ver necessariamente com venda de comida, embora os que usam com muita sabedoria são os supermercados que dão amostras dos produtos que vendem.

Não é somente vender, mas é trazer uma experiência agradável.

Por exemplo, você tem um salão de beleza e traz um cafezinho, pão de queijo fresquinho faz com que sua cliente não queira ir embora correndo do seu salão porque está com fome. Hoje em dia, por conta do problema da COVID19,  muitos locais têm servido em porções individuais em embalagens bonitinhas.

Quando enviar o que foi comprado na sua loja online envie um bombom gostoso, bem embrulhadinho. Uma cartinha com uma fragrância agradável, um papel com textura. Uma caixa com a cor da sua marca, mas que também tenha um diferencial que seja agradável. Tudo isto faz diferença para que a pessoa volte a comprar com você.

Lembre-se que tratar bem o cliente e os colaboradores, atender muito bem não é diferencial e sim uma obrigação do seu negócio. E, outro ponto que tudo é marketing. E o Marketing Sensorial traz muito forte o Marketing de Experiência que é o que as pessoas vêm buscando hoje em tudo que consomem.

Faça uma análise do seu negócio como um todo. O que você quer transmitir em todos os sentidos. Escreva com detalhes.

Qual o branding (marca) do negócio vai reverberar, por isto ele tem que carregar não somente o seu desejo, mas o desejo da equipe que vai trabalhar com você, das pessoas que irão utilizá-la.  Ela em todos os passos precisa contar uma história, a sua história. Atente-se aos pequenos detalhes e viva cada momento desta criação.

Não importa com o que você entrega, se produto físico ou serviço o cerne de tudo é que o que fazemos é por pessoas, para pessoas e em prol de pessoas.

Até a próxima semana!

Eu sou, Vivian Perpétuo, Social Media e Estratégias para Redes Sociais.

@vivianperpetuo

Email: [email protected]

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES?

envie um email para

[email protected]

2005 - 2021
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram