Marido de grávida assassinada é preso após enterro em Goiânia

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

maridoMarido da jovem Tâmara Conceição da Silva, grávida e morta aos 17 anos com um tiro no peito, Raí Souza de Lima, 21, foi preso na porta do Cemitério Parque Memorial, em Goiânia, minutos depois do enterro da esposa. Segundo a Polícia Militar, ele foi detido na segunda-feira (16) suspeito do crime de tráfico de drogas, mas negou participação no homicídio da mulher.

De acordo com o tenente da PM Huermi Félix, o mandado de prisão de Raí estava em aberto desde a última quinta-feira (12). “A principio, ele não tem envolvimento com a morte da esposa, mas ele tem esse envolvimento com drogas e quando era menor teve uma passagem por vias de fato e problema com torcidas organizadas. Cabe à Polícia Civil investigar o caso”, disse Félix ao G1. O suspeito foi levado para a Delegacia Estadual de Capturas (Decap).

Tâmara foi morta com um tiro no peito no domingo (15), no Centro de Goiânia. Raí estava junto com a jovem e disse que os dois caminhavam quando ela reclamou de cansaço e pediu para sentar no banco de uma praça entre a Rua 3 e a Alameda Botafogo. De acordo com o marido, um motociclista se aproximou deles e fez o disparo. O criminoso não levou nada da vítima, apenas mandou que o marido se afastasse.

“O cara veio, parou na nossa frente, tirou o revólver, atirou e foi pra lá e virou não sei pra onde”, afirmou assustado Raí Souza de Lima. “Nós mudamos tem uma semana para fazer nossa família o cara vai e faz um trem (sic) desse”, lamentou.

O autor do disparo ainda não foi identificado. O caso é pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH).

G1

Notícia postada em  

  • 17 de junho de 2014
  • Da Redação