Marconi suspende projeto e anula decreto que alteravam benefícios na área da Saúde

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Governador interrompeu mudanças no quantitativo e nos valores do Prêmio de Incentivo e no Prêmio Adicional pago aos servidores da Secretaria de Estado da Saúde

O governador Marconi Perillo suspendeu, nesta quarta-feira (21/9), a tramitação de projeto de lei e determinou a anulação de decreto que alteravam o quantitativo e os valores do Prêmio Incentivo e Prêmio Adicional pago aos servidores da Saúde Pública Estadual. Marconi, que está em missão no Canadá, comunicou à equipe de governo que as medidas ficarão suspensas até que sejam novamente avaliadas com a área econômica e com os servidores e seus representantes, o que ocorrerá a partir de seu retorno ao Brasil, em 1º de outubro.

Marconi solicitou à Liderança do Governo na Assembleia Legislativa a retirada do Projeto de Lei número 2.759/16 da pauta da Casa. O texto propunha a redução de 50% do Prêmio Incentivo pago aos servidores. Ao secretário-chefe da Casa Civil, João Furtado, o governador determinou a anulação dos efeitos do decreto de lei número 8.747, de 5 de setembro de 2016, que alterava o quantitativo de servidores da Secretaria de Estado da Saúde que recebem o Prêmio de Incentivo e o Prêmio Adicional.

O secretário da Saúde, Leonardo Vilela, acompanha o governador na missão comercial e participou da definição das medidas. A retirada do projeto da pauta e a anulação do decreto foram comunicadas pela Secretaria de Estado da Saúde por meio de nota emitida na tarde desta quarta-feira.

A íntegra do comunicado segue abaixo:

NOTA DA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informa que o Governo do Estado revogará o decreto Nº 8.747, de 5 de setembro de 2016, que fixa o quantitativo de servidores da Saúde do Estado que recebem o Prêmio de Incentivo e o Prêmio Adicional.

Também será devolvido à Casa Civil o Projeto de Lei nº 2759/16, protocolado na Assembleia no último dia 13, propondo a redução de 50% do Prêmio de Incentivo (produtividade) aos servidores. O governador Marconi Perillo coordenará o trabalho pessoalmente, após retorno da missão comercial ao Canadá e Estados Unidos.

Notícia postada em  

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e nosso Termos de Uso, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.