Marconi corta 85% da Renda Cidadã e fala em ‘lutar contra a fome’

0
59

(PDA) estadual, durante evento realizado na Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), em Goiânia. No evento, Marconi falou em “lutar contra a fome” e “garantir segurança jurídica e alimentar, com o objetivo de agregar competitividade ao setor nos próximos cinco anos”.

Marconi fala em “lutar contra a fome” e “garantir segurança alimentar” exatamente um mês depois de cortar o benefício Renda Cidadã de 44 mil famílias de baixa renda. Outras 2,7 mil famílias tiveram o benefício cancelado após constatação de irregularidades nos cadastros. Durante a campanha eleitoral, Marconi falou que não haveria cortes no Renda Cidadã.

O volume de cortes da Renda Cidadã corresponde a 85% das 55 mil famílias beneficiadas. O benefício varia entre R$ 80 e R$ 160, dependendo do perfil familiar. O motivo real do corte de 85% dos beneficiários do Renda Cidadã é, de fato, um só: falta de sensibilidade no Estado. E, em vez de cortar os gastos de R$ 100 milhões anuais com publicidade ou R$ 20 milhões anuais em shows, o governador Marconi Perillo (PSDB) prefere cortar dos mais pobres. O Renda Cidadã custava aos cofres estaduais um valor de R$ 60 mihões anuais.

GoiasReal